Notícias

Portal dos Procurados busca paradeiro de envolvido em sequestro e morte de idosa

Idosa foi enganada por quadrilha, que realizou saques bancários, a sequestrou e, depois, enterrou com nome de outra pessoa

Gabriela Souza 16/05/2022 • 21:08

O Portal dos Procurados pede informações que ajudem nas investigações sobre o paradeiro da quarta integrante envolvida no sequestro e morte de uma idosa no Rio. Diana Regina dos Santos Simões, de 32 anos, é a mulher que aparece nas imagens de uma agência bancária, em 30 de outubro de 2020, levando a idosa numa cadeira de rodas para realizar saques.

Para não levantar suspeitas, a quadrilha dopava a professora aposentada Sônia Maria da Costa, de 79 anos, dentro de um apartamento em Copacabana, na Zona Sul.

A delegada responsável pelo caso, Ellen Souto, afirma que uma das integrantes se aproximou da idosa para conquistar a confiança dela. Um mês antes do desaparecimento da vítima, a quadrilha conseguiu que a idosa assinasse uma procuração para uma das criminosas.

Ao longo da primeira fase da investigação do caso, a Polícia Civil prendeu duas mulheres, Danielle Esteves de Pinho e Andrea da Silva Cristina, além do advogado José Pinto Soares de Andrade, que foi o primeiro denunciado por inquilinos da idosa na época do crime.

Ainda de acordo com a delegada, o advogado chegou a comprar um carro de luxo com o dinheiro do crime.

As investigações apontam, ainda, que Sonia foi enterrada com o nome de outra pessoa. A polícia conseguiu comprovar a identificação da idosa através de um exame de antropologia forense. 

Dona de 20 de imóveis na Zona Norte do Rio e também herdeira de uma propriedade rural em Portugal, Sônia era descendente de portugueses e vivia numa casa em Vila Isabel. 

Ela tinha cerca R$ 5 milhões no banco, além de dinheiro de aluguéis guardado em um cofre em casa. Segundo a polícia, mesmo com toda a fortuna, a idosa levava uma vida simples. Ela foi retirada da residência em que morava no dia 20 de outubro de 2020 e morreu no dia 5 de novembro do mesmo ano.