Faustão na Band

Rodrygo é homenageado por Marcelo, Casimiro e Modric: "Garoto espetacular"

Veteranos do Real Madrid falaram sobre a convivência com o jogador no clube espanhol

Da Redação 01/07/2022 • 19:03 - Atualizado em 02/07/2022 • 19:29
Rodrygo recebeu depoimentos de veteranos do Real Madrid
Rodrygo recebeu depoimentos de veteranos do Real Madrid
Renato Pizzutto/Band

Rodrygo Goes já é um nome que vai ficar marcado na história do Real Madrid. Ao ser homenageado no 'Arquivo Pessoal', ao lado de Faustão, o atleta ouviu depoimentos de veteranos do clube espanhol como Marcelo, Casimiro e Modric, que elogiaram a personalidade do jogador.

Marcelo, que se tornou um dos maiores ídolos da história do clube merengue, disse que está acompanhando de perto a trajetória de Rodrygo: "Tenho muito carinho por você e pela sua família. Você vai chegar muito longe, estou te acompanhando de perto. É só você continuar ouvindo seu pai que vai dar tudo certo", brincou o craque.

Já Casimiro optou por lembrar uma história engraçada que os jogadores brasileiros passaram na Espanha. As feras do Real decidiram dar uma "voltinha" por um shopping na capital espanhola e acabaram causando um alvoroço no local.

"Eu cheguei respeitando todos. Pra mim é uma honra conviver com eles. Nesse dia a gente inventou de ir num shopping tomar açaí. Na fila, deu dez segundos, tinha mais de 30 pessoas cercando a gente. Cada um usou uma estratégia", contou Rodrygo.

Modric, que também é um dos grandes nomes do time, também fez questão de mandar um depoimento para o brasileiro. “O que mais gosto no Rodrygo é como ele é como pessoa. Estou muito feliz que a gente tenha criado essa relação. É um garoto espetacular, incrível, sempre muito feliz e muito humilde. Espero que você não mude nunca, que siga assim, e se mudar, vou chamar seu pai de verdade. Te amo”, declarou o croata.

Após o depoimento, o atacante revelou que os dois sempre tiveram uma ótima relação, que vem se fortalecendo ainda mais com o passar do tempo. “Nossa aproximação foi muito natural. Um dia estávamos falando sobre meu pai e o Modric me perguntou quantos anos ele tinha. Eu respondi que tinha 37. Ele disse: ‘Eu tenho 36, então me respeite porque eu tenho idade para ser seu pai’. Ele é o melhor jogador com o qual já atuei, com uma qualidade absurda. É um cara que eu amo muito e tenho como um pai dentro do clube”.