Masterchef

Elisa Fernandes, campeã do MasterChef 1, é dona de bistrô e sonha em assinar menu de companhia aérea

A chef de cozinha de 31 anos relembra trajetória no programa, experiência na França e fala sobre planos para a carreira

Amanda Caroline 14/06/2021 • 12:43 - Atualizado em 14/06/2021 • 13:34
(Foto: Reprodução/Instagram @elisa.fernandes)
(Foto: Reprodução/Instagram @elisa.fernandes)
A chef de cozinha se inspira na culinária francesa

Elisa Fernandes tem um lugar especial na história do MasterChef Brasil. A paulista de 31 anos venceu a primeira edição do programa e abriu caminhos para muitos cozinheiros amadores — principalmente para as mulheres. Antes produtora de eventos e professora de educação infantil, a jovem se encontrou na gastronomia durante sua trajetória na competição. Hoje, ela é chef de cozinha e comanda o próprio restaurante em São Paulo. "O título de campeã do MasterChef simboliza minha transformação mais profunda e verdadeira", conta Elisa, que tem bagagem profissional pesada.

Após vencer o MasterChef Brasil, Elisa viajou para a França, onde estudou na tradicional escola de gastronomia Le Cordon Bleu com bolsa de estudo (um dos prêmios do programa) e trabalhou em estabelecimentos premiados. O talento da campeã para a culinária rendeu oportunidades em restaurantes do renomado chef francês Alain Ducasse, como o Alain Ducasse au Athénée, que conquistou três estrelas no Guia Michelin, e o La Bastide de Moustiers. Em 2018, ela retornou para o Brasil com o sonho de abrir o próprio negócio e, dois anos depois, nasceu o Clos Wine Bar & Bistrô.

Fusão de culinárias 

Localizado na Vila Madalena, bairro nobre da zona oeste da capital paulista, o restaurante reflete a história de Elisa com a cultura francesa. "Meu restaurante faz 'bistronomia', que é esse lugar entre a alta gastronomia e o bistrô do dia a dia", explica. "Carros-chefes da casa são receitas de fusão entre a França e o Brasil, como a costela angus com pithivier de abóbora e copa lombo com redução de vinho", completa. É de dar água na boca, né? A carta de vinhos também é destaque da casa e conta com rótulos selecionados.

Redes sociais

Assim como outros colegas de profissão, Elisa lança mão das redes sociais para compartilhar o seu conhecimento. Ela conta com mais de 350 mil seguidores no Instagram e bomba com vídeos de receitas. 

Minha comunidade me motiva, o fato de que tem gente que vê valor em aprender comigo. Agora na quarentena, mais do que nunca, estamos cozinhando mais e eu me sinto muito feliz em poder ajudar as pessoas de alguma forma.


No feed da chef de cozinha, você aprende de tudo: desde os truques para fazer arroz soltinho até pain perdu, sobremesa clássica da culinária francesa.

MasterChef: impulso na carreira

A chef de cozinha não esquece a maior dificuldade que enfrentou no MasterChef: lidar com o próprio estresse. "Fiquei três ou quatro dias sem dormir antes da final. Estava muito nervosa e não comia direito", relembra Elisa no Especial Campeões. Ela disputou o troféu com Helena Manosso, que faleceu aos 51 anos em junho deste ano em decorrência de uma infecção generalizada.

Mas um conselho da ex-jurada Paola Carosella também continua fresco na memória da eterna primeira campeã. "Ela me disse que a gente deve parar e pensar, usar o cérebro, para depois cozinhar com intenção", conta. Elisa também diz que está animada para ver a chef Helena Rizzo no MasterChef. "Sou fã dela e tenho certeza que ela vai arrasar", opina.

O programa apresentou Elisa para o mundo e impulsionou sua carreira. Ela, que já brilhou no outro lado do Atlântico e é um dos grandes nomes da gastronomia brasileira na atualidade, sabe que pode continuar sonhando bem alto. "Quero assinar o menu de uma companhia aérea", finaliza.

  • masterchef
  • elisa fernandes