Masterchef

O que são invólucros naturais, técnica ensinada por Helena Rizzo no MasterChef?

Folhagens e cascas podem ser usadas para conferir sabor e proteção aos alimentos; técnica será usada em prova de eliminação no talent show da Band.

Da redação 28/05/2022 • 09:33 - Atualizado em 02/06/2022 • 11:14
O que são invólucros naturais, técnica ensinada por Helena Rizzo no MasterChef?
Melissa Haidar/Band

Os cozinheiros amadores do MasterChef serão surpreendidos no próximo episódio, que vai ao ar na próxima terça-feira (30), com uma temida prova de eliminação: eles terão que preparar os pratos com invólucros naturais e, para isso, terão uma aula com a chef Helena Rizzo. 

Ocorreu um problema ao carregar o tweet

Mas o que são, afinal, invólucros naturais e para que servem? Eles nada mais são que uma capa de proteção ao alimento que será preparado. Os invólucros naturais podem ser de vários tipos, como folhagens e cascas diversas.


“A função dele é proteger o alimento do calor direto. Você pode enrolar um peixe em uma folha de bananeira e ele ficará mais protegido em uma churrasqueira ou fogueira. Vai cozinhar no vapor e agregar sabor”, ensina Rafael Brito, produtor gastronômico do MasterChef Brasil.

Outra possibilidade também ao utilizá-lo é conferir forma ao alimento que será envolto pelo invólucro. “Por exemplo, no caso de um charuto que enrola alguma proteína e cozinha na água. Ele ficará com esse formato”, explica. 


Quais os tipos de invólucros mais comuns?


“Geralmente são as folhas, palhas..  Tem a folha de couve, a folha de uva, a folha de taioba, que usamos bastante.. A folha de shisô é bastante utilizada na culinária oriental. Tem a palha de milho e as folhas de agave, que são muito usadas no México, em que enrolamos o alimento e o enterramos para protegê-lo da terra. Forma o vapor e ele cozinha até chegar ao ponto desejado debaixo da terra”, exemplifica Rafael. 


Por que optar por invólucros naturais


Os invólucros também pode ser sintéticos, mas o produtor gastronômico destaca os benefícios no preparo dos alimentos com folhas ou cascas naturais, por exemplo. 

“A principal vantagem em relação aos invólucros sintéticos é o fato de ser natural. Agrega sabor, nutrientes e você está usando algo natural. O sintético tem muitas substâncias que muitas vezes nem sabemos ao certo do que ele é feito”, afirma. 

Já assistiu ao Mais MasterChef da última semana? Reveja no YouTube: 

Inscreva-se Para receber nossas novidades

Li e concordo com os Termos de Uso e Políticas de Privacidade