Entretenimento

MC Kevin: morte de funkeiro completa 1 ano e cercada de mistérios

Funkeiro morreu após cair do 11ª andar de hotel no Rio. Apesar de a polícia e do Ministério Público terem concluído o inquérito como acidente, ainda faltam esclarecimentos como de fato aconteceu a tragédia, já que os depoimentos das testemunhas são contraditórios

Gisele Alquas 16/05/2022 • 09:36 - Atualizado em 16/05/2022 • 15:13
Funkeiro MC Kevin morreu após cair do 11ª andar de hotel no RJ
Funkeiro MC Kevin morreu após cair do 11ª andar de hotel no RJ
Reprodução/Instagram

A morte de MC Kevin completa um ano nesta segunda-feira (16) e ainda é cercada de mistérios. Kevin Nascimento Bueno morreu aos 23 anos após cair da sacada de um hotel na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. De acordo com as investigações, o funkeiro tentou sair do quarto onde estava pulando a varanda para alcançar o andar inferior, mas perdeu o apoio, se desequilibrou e caiu. Apesar de a polícia e do Ministério Público terem concluído o inquérito como acidente, ainda faltam esclarecimentos como de fato aconteceu a tragédia, já que os depoimentos das testemunhas são contraditórios.

Momentos antes da queda, o funkeiro estava no quarto com o amigo Victor Elias Fontenelle, o MC VK, e Jonathan Augusto Cruz, e com a modelo fitness Bianca Dominguez. Na época, o exame toxicológico feito ao corpo apontou a presença das substâncias MDMA e cafeína usadas antes da sua morte, junto a bebidas alcoólicas. A mãe de Kevin, Valquíria Nascimento, até hoje não se conforma com a morte do filho. Em recentemente entrevista ao “Melhor da Tarde”, ela revelou que será feita uma reconstituição do dia em que Kevin morreu, pois há versões contraditórias nos depoimentos.

“Não acredito nas versões. Ele estava no melhor momento da vida. Sempre pensei que alguma coisa tinha acontecido naquele quarto [antes da queda]. Kevin tinha o VK como irmão. Ele deveria ter me contado tudo assim que aconteceu, mas o VK não me procurou, só 15 dias depois. Eu não quis mais ouvir, cada hora é uma versão. Algo de errado aconteceu sim”, afirmou Valquíria. Na época, VK disse que não procurou Valquíria pois estava muito abalado com a morte do amigo. A polícia sempre o tratou como testemunha.

O dia da tragédia

MC Kevin vivia o auge da carreira. Naquele 16 de maio, o funkeiro estava no Rio de Janeiro com a mulher, Deolane Bezerra, e amigos, entre eles MC VK e Jonathan. Após fazer um show em uma casa noturna, Kevin voltou com os amigos para o hotel. Ele e Deolane teriam discutido, e a advogada ficou em um quarto sozinha. O funkeiro, então, foi para a praia com os amigos. Lá, ele e VK conheceram a modelo Bianca Dominguez e a levaram para o hotel.  

Segundo depoimentos de testemunhas, depois de ter feito sexo com a modelo, Kevin se assustou com a possibilidade de ser pego por Deolane, tentou pular de uma sacada para outra, se desequilibrou e caiu. O funkeiro chegou a ser socorrido pelos bombeiros e levado em estado muito grave ao Hospital Miguel Couto, na Gávea, na Zona Sul, onde não resistiu. Ele deixou uma filha.

Depoimentos dos envolvidos têm contradições

MC Kevin estava com os amigos no Kiosque Carioca, na altura do Posto 7, em frente ao hotel onde se hospedavam, bebendo e fumando maconha, na tarde de 16 de maio, quando conheceram Bianca. 

Minutos depois, VK e a modelo deixaram a praia em direção a suíte 502, tendo o cantor e seu segurança os acompanhado logo depois. No quarto, os amigos faziam sexo com a modelo quando Jonathan apareceu e tentou participar. A partir daí os depoimentos dos três entram em contradição. 

Na versão de Jonathan, ele entrou no quarto e VK e Bianca teriam pedido para que ele deixasse o local, enquanto Kevin teria solicitado que o rapaz lhe trouxesse uma camisinha. Jonathan alegou não se lembrar se efetuou a compra do preservativo ou o recebeu de alguém, mas afirmou que saiu do quarto e voltou com o preservativo. Jonathan alegou que se escondeu atrás de uma cortina na esperança de se juntar ao três, mas Kevin, porém, teria notado a presença do amigo e, novamente, pedido que ele se retirasse. Jonathan, então, teria deixado a suíte e retornado ao quiosque na praia, onde outros amigos também estariam.

Segundo ele, um destes amigos foi informado por sua namorada de que Deolane havia acordado e estaria procurando por Kevin no hotel. Outro, por sua vez, teria enviado uma mensagem para VK, que estava no quarto com Kevin, e que repassou a informação. VK negou que falou qualquer coisa sobre Deolane para Kevin. 

Bianca mudou algumas vezes seu depoimento. Enquanto na primeira ida à delegacia, no dia seguinte a morte, ela relatou que, pouco antes da queda, mantinha relação apenas com VK e que Kevin estava na varanda. Porém, em agosto, a modelo fitness  passou a alegar que também fez sexo com Kevin. Ela havia sido contratada para atender aos dois, mas antes de iniciar seu trabalho pediu que os rapazes fossem tomar banho. 

Bianca também relatou que houve uma discussão acalorada entre Kevin e VK “na linha limítrofe do quarto para a varanda”. Segundo o advogado dela, Danilo Garcia de Andrade, Bianca não lembrou desses detalhes quando prestou depoimento à polícia, pois estava em choque e, no dia do acidente, estava sob efeito de drogas e bebidas alcoólicas. 

Porém, VK negou qualquer discussão com o amigo. Ele contou que estava no banheiro e quando retornou, só “viu quando as mãos de MC Kevin escorregaram do parapeito da varanda". Para ele, a única razão que poderia levar Kevin a passar para o quarto do andar de baixo era o receio de ser descoberto por Deolane. 

Mãe pede reabertura de caso

A família de MC Kevin não acredita no desfecho de que foi morte acidental, tanto que, a mãe do funkeiro, Valquíria do Nascimento, pediu a reabertura do inquérito em março desde ano. A advogada dela Flávia Fróes, solicitou à Justiça para ser habilitada como assistente de acusação no caso. Entretanto, para que isso seja feito, é necessário que a investigação vire um processo.

No pedido de habilitação, a representante da mãe de Kevin pede, por exemplo, acesso aos dados dos telefones celulares que tiveram o sigilo quebrado com autorização judicial. Pediu, ainda, que seja feita reconstituição da morte do cantor. Para a mãe de Kevin, VK foi negligente com a situação que vitimou o filho.

Em entrevista ao “Melhor da Tarde”, Valquiria disse que acredita que havia outra mulher no quarto além de Bianca. A polícia nunca chegou a essa conclusão. “Tem várias coisas que não foram investigadas. Tinha outra mulher no quarto. Mas ninguém sabe de nada, cada depoimento é uma versão”.  

“Eu sinto a presença do Kevin 24 horas. Perder um filho é doloroso, famoso é pior ainda porque sempre tem gente falando... A imagem dele se despedindo de mim naquele dia vem muito na minha cabeça. Quando ele foi para o Rio, ele estava muito feliz, queria montar a produtora dele, fazer a carreira”, relembrou.  

Deolane virou fenômeno nas redes sociais

MC Kevin e Deolane Bezerra haviam oficializado a união meses antes da morte do funkeiro em Cancun, com várias fotos e declarações de amor nas redes sociais. Apesar de a morte de Kevin ter sido envolta a uma traição, Deolane Bezerra nunca veio a público questionar a conduta do marido no dia da tragédia.  

A viúva se manteve ao lado da família do funkeiro e viveu o luto. No entanto, Deolane, que fazia um certo sucesso nas redes sociais, tornou-se fenômeno no Instagram e conquistou milhões de seguidores, virou influencer e agora se aventura na carreira de DJ e cantora. Recentemente, ela se mudou com a família para uma mansão em um condomínio de luxo em Alphaville.