Entretenimento

Pai de Meghan Markle disse que não foi avisado do nascimento da neta

Meghan Markle mantém distância do seu pai desde que ele teria vendido uma carta privada da Duquesa para a imprensa britânica meses antes do casamento real

Da redação, com Metro Jornal 16/06/2021 • 14:09
Meghan não fala com o pai desde antes do casamento com príncipe Harry
Meghan não fala com o pai desde antes do casamento com príncipe Harry
Toby Melville/Reuters

Em entrevista ao programa 60 Minutes Australia, o pai de Meghan Markle, Thomas Markle, disse que não tinha sido avisado do nascimento da neta, Lilibet Diana nem por Meghan e nem por Harry. “Sem telefonemas, acabei de ouvir no rádio. Não falo com ela (Meghan) desde dois dias antes de eles se casarem”, disse Thomas Markle.

Ele acrescentou: “Se eu tivesse feito algo terrivelmente errado, tudo bem. Mas eu não fiz. Eu só quero uma resposta. Eu não acho que haja problemas que não possam ser resolvidos. Eu disse que sinto muito pelo desentendimento que tivemos. Eu nunca perderei a esperança”.

O que diz a Duquesa

Meghan nunca falou muito sobre sua relação com o pai mas, durante a entrevista polêmica à Oprah Winfrey, que foi ao ar no mês de março de 2021, tanto nos Estados Unidos quando no Reino Unido, a Duquesa de Sussex explicou que se sentiu traída por seu pai quando ele mentiu sobre ligar para os paparazzi antes do casamento real.

Ela também explicou que se ofereceu para enviar uma equipe de segurança se ele simplesmente dissesse a verdade, mesmo que isso significasse que seus futuros filhos não receberiam proteção de segurança um dia.

“Eu disse: ‘Se usarmos isso para protegê-lo, não seremos capazes de proteger nossos próprios filhos um dia. Estou falando sobre seus netos”, disse ela, acrescentando: “Todos têm responsabilidade”.

A polêmica

No início de maio de 2021, Meghan Markle venceu em última instância a ação que movia contra a Associated Newspapers, editora dos jornal britânico Mail on Sunday e do portal de notícias Mail Online, pela publicação de uma carta escrita por ela a seu pai, Thomas Markle. O tribunal considerou que a Duquesa de Sussex foi a única autora da carta “privada e confidencial” enviada a seu pai, enviada em agosto de 2018, três meses antes do seu casamento com o príncipe Harry.

Desde que Meghan começou a namorar o Príncipe Harry, seu relacionamento com o pai piorou porque ele mantinha interação com a imprensa britânica, que se empenhava em divulgar polêmicas sobre a Duquesa antes de seu casamento. Até que em fevereiro, o pai de Meghan enviou uma carta dela ao Mail on Sunday, cujos trechos foram publicados.


Na carta, Meghan dizia estar profundamente entristecida com o pai e não entendia porque ele estava agindo daquela forma. “Por favor, permita-nos viver nossas vidas em paz. Por favor, pare de mentir, pare de causar tanta dor, pare de explorar meu relacionamento com meu marido”, escreveu Meghan.

Desde 2019, Meghan Markle mantinha a briga na justiça britânica contra a editora Associated Newspapers. Foi em setembro de 2019 que a Duquesa processou a editora pela primeira vez por haver publicado trechos de sua carta “privada e confidencial” em artigos publicados nos meios impressos e online em fevereiro de 2019.

No mesmo mês no qual a carta foi publicada, Meghan obteve a primeira vitória judicial contra a editora. Na época, o juiz da Suprema Corte, Mark Warby, decidiu que Meghan “tinha uma expectativa razoável de que o conteúdo da carta permaneceria privado”, acrescentando “Os artigos do Mail interferiram com essa expectativa”. O juiz determinou que o Mail não respeitou os direitos autorais da carta.

Em março de 2019, a Associated Newspapers foi obrigada a pagar US$ 625 mil dólares, aproximadamente R$ 3,22 milhões de reais, para Meghan como indenização. Mas essa decisão era somente uma parte do julgamento mais amplo que viria a seguir.

Além desse valor, a editora precisou desembolsar 100% dos estimados US$ 1,88 milhão dólares (aproximadamente R$ 9,8 milhões de reais) das despesas legais de Meghan pelo caso. Após a decisão definitiva e em última instância, a Associated Newspapers indicou que não se oporia ao julgamento.

Clique aqui para ler mais textos do Metro Jornal.

  • meghan markle
  • príncipe harry
  • família real