Fórmula 1

GP do Canadá é palco de primeiras vitórias e da corrida mais longa da F1

Seis pilotos venceram pela primeira vez em Montreal, que teve a corrida mais longa da história da Fórmula 1, em 2011

Da redação

GP do Canadá é palco de primeiras vitórias e da corrida mais longa da F1
Reprodução/Twitter

1 - Hamilton e Schumacher donos de Montreal

Os únicos heptacampeões da Fórmula 1 dominam a pista do GP do Canadá. Empatados no número de títulos, o mesmo acontece na quantidade de vitórias em Montreal: sete para cada. 

E eles também empatam no número de poles, com seis para cada. 

Já na quantidade monstruosa de pódios, Schumacher leva vantagem, com 12 (7 vitórias e 5 segundos lugares), contra 10 de Hamilton (7 vitórias e 3 terceiros lugares)


 

2 - Ferrari e McLaren se dividem em liderança do GP do Canadá

Arrastados pelo sucesso de Hamilton e Schumacher no Canadá, McLaren e Ferrari são as equipes que mais venceram no GP realizado no país. 

Enquanto a McLaren é a maior vencedora do GP do Canadá de forma geral, com 13 triunfos, a Ferrari foi a escuderia que mais venceu no circuito de Montreal, com 11 vitórias.

Invertendo os dados: no geral, a Ferrari venceu o GP do Canadá 12 vezes, enquanto a McLaren faturou 9 vitórias apenas em Montreal

3 -  GP do Canadá será o 1110º GP da F1

O GP do Canadá será o 1110º da Fórmula 1. 

A título de curiosidade, a etapa de de Las Vegas, em 2023, foi o 1100º GP, enquanto a corrida da Bélgica, de 2019, foi a 1010ª prova da F1, e o GP da China de 2019 foi o 1000º GP na história da categoria. 

4 - Largar na frente importa em Montreal

Isso porque oito dos últimos 12 GPs em Montreal foram vencidos pelo pole position.

E dez dos últimos 12 foram vencidos a partir da primeira fila. 

5 - Pista de primeiras vitórias na F1

A pista de Montreal é famosa por ser palco da primeira vitória de vários pilotos ao longo da história. Seis foram os nomes que triunfaram pela primeira vez no atual circuito do GP do Canadá. 

A primeira vitória da história de Montreal, em 1978, foi também a primeira vitória do canadense Gilles Villeneuve, que hoje dá nome ao circuito. Onze anos depois, Thierry Boutsen vencia pela primeira vez no mesmo traçado. 

Em 1995 foi a vezde Jean Alesi conqusitar a primeira, e única, vitória na F1. O momento foi ainda mais especial porque além de estar a bordo de uma Ferrari, o francês estava usando o número 27, que foi de Gilles, em homenagem ao canadense. 

Em 2007 foi a vez de Hamilton, em seu primeiro ano na F1, debutar e vencer pela primeira vez. Naquele mesmo ano, Robert Kubica sofria um acidente espetacular em Montreal. No ano seguinte, de forma surpreendente, o polonês venceu sua primeira corrida no mesmo circuito. 

E a lista se encerra com Daniel Ricciardo, em 2014, o único piloto a vencer corridas naquela temporada além da dupla da Mercedes. 

6 - Autdódromo feito com material extraído para construção de metrô

O circuito Gilles Villeneuve fica localizado na Ilha de Notre Dame, uma ilha artificial construída para os Jogos Olímpicos de 1976. A Ilha foi criada usando 15 milhões de toneladas de terra e pedras extraídas da construção do metrô de Montreal.

7 - O muro do campeões

O temido muro na saída da última curva, que costuma punir quem erra, ganhou esse nome porque os campeões Jacques Villneuve (1997 e 1999), Michael Schumacher (1999), Damon Hill (1999), Jenson Button (2005) E Sebastian Vettel (2011) bateram ali. 

8 - GP mais longo da história da F1 (e que dificilmente será batido)

Com quatro horas e quatro minutos de corrida, o GP do Canadá de 2011 é simplesmente o mais longo da história da F1. Num cenário de chove e para, o vencedor Jenson Button fez nada menos que seis pit stops na corrida. E dificilmente o recorde de corrida mais longa será batido, já que hoje a limite de tempo de prova é de duas horas de carro na pista ou de três horas para todo o evento. 

9 - Um Sebastian Vettel nada paz e amor 

Após cinco segundos de punição por direção considerada perigosa pela Federação Internacional do Automobilismo (FIA) e perder a vitória para o rival, Lewis Hamilton, Sebastian Vettel protagonizou a cena mais inusitada de 2019 ao trocar, à revelia, as placas de primeiro e segundo colocados por considerar o resultado injusto.

10 - Marcas que podem ser batidas no Canadá em 2024

  • O 75º GP de Pérez na Red Bull
  • O 75º GP de Ocon na Alpine
  • O 30º GP de Sargeant pela Williams
  • Pode ser a 60ª vitória de Verstappen na F1
  • Pode ser o 40º pódio de Pérez na F1 e o 30º pela Red Bull

Confira a programação do GP do Canadá de 2024 no Grupo Bandeirantes

Notícias

Carregar mais