Fórmula 1

Aston Martin contrata chefe de aerodinâmica da Mercedes

Este é o quinto nome firmado pela escuderia inglesa para as próximas temporadas desde que Lawrence Stroll iniciou o projeto de fortalecimento da equipe

Da Redação 24/11/2021 • 12:24 - Atualizado em 24/11/2021 • 12:26
Eric Blandin (à esq.) com Bottas e Hamilton
Eric Blandin (à esq.) com Bottas e Hamilton
F1

A temporada 2021 da Fórmula 1 foi frustrante para a Aston Martin em questão de performance, mas a equipe está pensando no futuro com a pretensão de se tornar uma das candidatas aos títulos mundiais de pilotos e de construtores.

Dentro do projeto audacioso, a escuderia inglesa anunciou nesta quarta-feira (24) mais um nome importante para 2022: Eric Blandin, chefe de aerodinâmica da Mercedes, em cargo e função ainda a serem definidos.

“Podemos confirmar que Eric Blandin começará a trabalhar para a Aston Martin Cognizant F1 Team no próximo ano. Sua data exata de início não foi confirmada. A transição da equipe Mercedes AMG F1 para a nossa será amigável”, anunciou um porta-voz da Aston Martin.

O profissional tem um vasto currículo no setor aerodinâmico. A primeira experiência foi em 1998, na empresa italiana Fondmetal Technologies, que fabrica peças para carros de esporte a motor. Em 2002, ele foi contratado como aerodinamicista da Jaguar Racing.

Na Fórmula 1, Blandin passou por três escuderias: na Red Bull, de 2005 a 2009, e na Ferrari, de 2010 a 2011, em ambas como líder da equipe aerodinâmica; e na Mercedes, onde está atualmente desde 2011. Inicialmente, ele foi aerodinamicista principal da escuderia alemã, mas em 2017 assumiu a chefia do setor. Neste período, foram sete títulos do mundial de construtores.

Ainda com o nome de Racing Point, a Aston Martin, em 2018, foi adquirida por Lawrence Stroll (pai do piloto Lance Stroll) que prometeu investir milhões em uma equipe de peso para disputar os campeonatos de Fórmula 1. O projeto esportivo é liderado pelo romeno Otmar Szafnauer.

Pacotão de reforços

Outras contratações já foram anunciadas pela escuderia inglesa para 2022.

Dan Fallows, que estava na Red Bull, será o diretor de aerodinâmica, e Luca Furbatto, ex-Alfa Romeo, será o diretor de engenharia. Outros dois nomes importantes são de Andrew Alessi, ex-Red Bull, para diretor de operações técnicas, e Martin Whitmarsh, antigo chefe da McLaren, para ser o diretor-executivo.

A Aston Martin também iniciou neste ano a construção de uma nova fábrica de carros e peças de Fórmula 1. A previsão é que o projeto seja concluído no segundo semestre de 2022.