Fórmula 1

Quem é Felipe Drugovich? Conheça o brasileiro que fará treino da F1 em Monza

Piloto brasileiro foi confirmado pela equipe inglesa para sessão em Monza, no GP da Itália de Fórmula 1

Da redação

Topo

O brasileiro Felipe Drugovich participará de uma das sessões de treinos livres do GP da Itália, nesta sexta-feira (1º), em Monza. A informação foi divulgada pela Aston Martin, equipe da qual o paranaense é piloto reserva na Fórmula 1.

Drugovich vai substituir Lance Stroll no primeiro treino em Monza. Segundo a própria Aston Martin, a presença de Drugovich é ‘o próximo passo no desenvolvimento de Felipe’.

A seguir, conheça o brasileiro Felipe Drugovich, piloto que se tornou em um dos protagonistas do automobilismo mundial em 2022 -- e não apenas para o público do Brasil.

Quem é Felipe Drugovich?

Paranaense de Maringá, Drugovich, de 23 anos, foi campeão da Fórmula 2 no ano passado com a MP Motorsport e, assim, entrou no radar da Fórmula 1, que não tem um brasileiro titular desde que Felipe Massa se aposentou no fim de 2017.

Para te apresentar o piloto brasileiro mais próximo de uma vaga fixa na F1, o Band.com.br listou sete fatos sobre a vida de Felipe Drugovich.

Perda do pai  

O pai de Felipe Drugovich, Fernando Roncato, morreu em 2010 em um acidente de moto. Felipe tinha 10 anos e corria de kart à época.

Família Drugovich

Felipe não é o primeiro da família a ganhar destaque no automobilismo. O tio, Oswaldo Drugovich Júnior, foi bicampeão da Fórmula Truck (1997 e 1998).

Companheiros conhecidos

Ao longo de diversas categorias, Felipe Drugovich teve companheiros de equipe com sobrenomes bem conhecidos. Na temporada 2017 da Fórmula 3 europeia, por exemplo, correu na equipe Van Amersfoort Racing ao lado de Pedro Piquet (filho de Nelson Piquet) e Harrison Newey (filho de Adrian Newey).

Em 2018, na Eurofórmula Open, dividiu os boxes da RP Motorsport com David Schumacher (filho de Ralf, sobrinho de Michael e primo de Mick). Na Fórmula 2, em 2020, correu na MP Motorsport com Giuliano Alesi (filho de Jean Alesi).

Títulos

Campeão da Fórmula 2 em 2022 com a MP Motorsport, Felipe Drugovich também já venceu Eurofórmula Open na temporada 2018.

Por falar na Eurofórmula, o brasileiro teve um domínio raro de se ver no automobilismo no campeonato de 2018: em 18 corridas, o paranaense venceu 16 – e foi segundo nas outras duas. O título veio com incríveis 405 pontos, contra 246 do holandês Bent Viscaal.

Patrocínios  

Sem integrar programas de formação de pilotos das equipes de Fórmula 1 até 2022, Felipe Drugovich tinha como principais patrocinadoras a Drugovich Autopeças, empresa de componentes automotivos, e a Jaloto & Drugovich, transportadora da qual é um dos sócios desde 2021. Desde então, ganhou o apoio da holding XP Investimentos e da seguradora Porto Seguro.

Nasr & Drugovich  

Fora das pistas, Felipe Drugovich conta com um apoio forte: Amir Nasr, responsável pela equipe que leva o próprio nome e que já consagrou pilotos em categorias como Fórmula 3 e Stock Car. Tio de Felipe Nasr, Amir é amigo de longa data da família Drugovich, e atua como um conselheiro do piloto nos bastidores.

Chances na Fórmula 1?  

Apesar de não fazer parte de programas das equipes da F1 até 2022, Drugovich chamou atenção depois do título na Fórmula 2. Atual campeão da principal categoria de base, o brasileiro assinou contrato e agora é um dos reservas da Aston Martin ao lado de Stoffel Vandoorne.

Ele foi escalado para os testes de pré-temporada no lugar de Lance Stroll, quando o canadense havia se machucado, e agora ganhará esses minutos no circuito em Monza. A equipe ainda tem Fernando Alonso na dupla principal.

Saiba como receber notificações de notícias de Band.com.br no seu celular

Tópicos relacionados

Notícias

Carregar mais