Fórmula 1

Verstappen ignora vaias de torcida e demonstra otimismo para GP da Inglaterra

Holandês da Red Bull encarou hostilidade do público para conquistar segundo lugar no grid

Da redação 02/07/2022 • 13:21
Holandês da Red Bull encarou hostilidade do público para conquistar segundo lugar no grid
Holandês da Red Bull encarou hostilidade do público para conquistar segundo lugar no grid
Red Bull Racing

Max Verstappen teve um sábado (2) competitivo em Silverstone, mas teve que se contentar com o segundo lugar no grid para o Grande Prêmio da Inglaterra deste domingo (3). E, de quebra, precisou encarar a vaia da torcida britânica, que demonstrou seu apoio a Lewis Hamilton (Mercedes), George Russell (Mercedes) e Lando Norris (McLaren).

"Se eles quiserem fazer isso, então eles farão. Eu amo estar aqui. Uma ótima pista e geralmente uma atmosfera agradável. Talvez algumas pessoas não gostem de mim, mas eu não me importo", afirmou.

Mais rápido do terceiro treino livre, o holandês mostrou boa performance ao longo da classificação. No entanto, vítima de erros no Q3, viu Carlos Sainz colocar a Ferrari na primeira posição.

“Foi uma classificação imprevisível com a chuva. Você precisava estar na pista no momento certo”, disse o atual campeão mundial após a sessão.

No entanto, o holandês reclamou de ter sido atrapalhado em sua última tentativa. Charles Leclerc (Ferrari) rodou e provocou uma bandeira amarela.

“Eu fiquei um pouco impedido em minha última volta por uma bandeira amarela, infelizmente”, explicou.

Apesar de deixar a pole escapar, Verstappen se mostra otimista com a posição de largada do domingo. “Acho que ainda estarmos na primeira fila é muito bom para nós. Temos um bom carro de corrida, tanto no seco quanto no molhado”, elogiou.