Esportes

CBF: Justiça do Rio anula eleição de Caboclo e nomeia presidentes do Flamengo e da FPF como interventores

Landim e Bastos devem, de acordo com a decisão, conduzir novo pleito para a presidência da entidade

Da Redação, com Band Rio 26/07/2021 • 16:40 - Atualizado em 26/07/2021 • 17:02
Rogério Caboclo foi eleito presidente da CBF em 2018
Rogério Caboclo foi eleito presidente da CBF em 2018
Lucas Figueiredo/CBF

A Justiça do Rio de Janeiro decidiu anular a eleição que conduziu Rogério Caboclo à presidência da CBF.

A sentença, assinada pelo juiz Mario Cunha Olinto Filho, ainda nomeia o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, e o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, como interventores no processo de transição para o novo pleito da entidade, que deve ocorrer em 30 dias.

O magistrado acatou uma ação do Ministério Público do Rio, que entendeu haver irregularidade em uma mudança realizada pelos presidentes das federações, em 2017, no peso dos votos. A alteração foi feita sem consulta prévia aos clubes. A eleição de Caboclo ocorreu em abril 2018.

Como o veredito foi dado em primeira instância, ainda cabe recurso.

Caboclo está afastado está afastado da presidência da CBF desde o início de junho deste ano, após ser alvo de acusações de assédio moral e sexual a uma funcionária da entidade. Antonio Carlos Nunes segue no comando interino da CBF e, em tese, pode participar do processo para a realização de uma nova eleição.

  • cbf
  • flamengo