Jogo Aberto

Depois da expulsão, virou "sofrência" para o Corinthians, afirma Denílson

Comentarista analisou empate do Timão contra o Boca Juniors, pela Copa Libertadores

Da redação, com Jogo Aberto 18/05/2022 • 12:36 - Atualizado em 18/05/2022 • 15:24

Boca Juniors e Corinthians se reencontraram na noite da última terça-feira, 17, na La Bombonera, pela Libertadores. A partida, pela quinta rodada da fase de grupos da competição, foi marcada por uma grande confusão envolvendo jogadores das duas equipes.

No Jogo Aberto desta quarta-feira, 18, Renata Fan e Denílson avaliaram as posturas dos times antes, durante e depois da confusão que gerou as expulsões do técnico Vítor Pereira e do volante Cantillo, do Corinthians.

Para Denílson, após a expulsão de Cantillo o Corinthians começou a sofrer no jogo e tomar decisões precipitadas.

“Quando tem a expulsão do Cantillo, vira ‘sofrência’. Mandar a bola para os matos, se fechar, e aí o Corinthians soube sofrer. O empate foi muito importante, e a classificação em primeiro do grupo está nas mãos do Corinthians”, analisou o pentacampeão.

Denílson afirma que o recuo alvinegro não era “necessário” e aconteceu por causa da pressão causada pelo Boca Juniors. 

“Depois do gol, recua demais. Acho que aí está o problema. E não foi um recuo estratégico, de trazer o Boca um pouco mais e ter contra-ataque, mas porque o Boca foi para o jogo e precisava do resultado. Tanto que o gol do Boca tem um vacilo da zaga do Corinthians por não conseguir afastar o perigo”, disse.

Renata Fan: Timão surpreendeu

Renata Fan iniciou valorizando o jogo surpreendente do Corinthians e ressaltando a linha de cinco jogadores na defesa para impedir o avanço dos argentinos. O Timão abriu o placar aos 16 minutos do primeiro tempo com Du Queiroz.

“Foi um jogo em que o Corinthians surpreendeu. Uma linha de cinco, dois volantes bem postados. Ele fez com que o trio de ataque fizesse a marcação sob pressão e conseguiu um gol rápido”, explicou.

A partida terminou em 1 a 1, com gols de Du Queiroz, para o Corinthians, e Benedetto, para Boca Juniors. 

Debate Jogo Aberto: turma analisa Boca x Corinthians, marcado por confusão, apito polêmico e racismo