Notícias

Amapá e Amazonas recebem quantidades erradas de doses; Ministério da Saúde admite erro

Da Redação, com BandNews FM 24/02/2021 • 20:20
O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello
O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello
Pedro França/Agência Senado

O Ministério da Saúde cometeu um erro e enviou doses de vacinas que seriam destinadas para o Amazonas para o Amapá. Enquanto o Amapá recebeu 78 mil imunizantes Oxford/AstraZeneca, o Amazonas recebeu apenas 2 mil doses, embora viva um momento de aumento dos casos e alta transmissão do coronavírus no estado. As informações são de Maurício Max, da BandNews FM

O governo do Amapá informou que não recebeu qualquer comunicado oficial do Ministério da Saúde sobre alterações na distribuição. O governo do Amazonas confirmou o recebimento de um número inferior ao previsto e disse que novos envios de imunizantes ao estado serão definidos pelo ministério. 

Em nota, o ministério da Saúde informa que ainda na madrugada desta quinta-feira (25) vai corrigir e readequar as entregas ao Amazonas e ao Amapá. 

A distribuição de doses segue a proporção de cada unidade da federação. O Amazonas tem uma população quase cinco vezes maior do que o Amapá, mas recebeu um número muito menor de doses. 

Veja nota do Ministério da Saúde na íntegra: 

O Ministério da Saúde informa que o Amazonas e o Amapá receberão, ainda esta madrugada, as quantidades de doses corretas reservadas aos estados nesta quinta etapa de distribuição de vacinas.  

O estado do Amazonas receberá 76 mil doses adicionais que haviam sido entregues ao Amapá, totalizando 78 mil vacinas. O Amapá, por sua vez, ficará com as 2 mil correspondentes ao seu público-alvo para esta etapa de entregas da campanha. 

O Ministério da Saúde já enviou mais de 15 milhões de doses aos estados desde 18 de janeiro, quando deu início ao Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19. Até julho, serão distribuídas mais 200 milhões, suficientes para vacinar 50% da população brasileira. 

  • vacina
  • amazonas
  • amapá
  • ministério da saúde