Brasil Urgente

Líder do PCC que foi preso decidia sobre mortes do Tribunal do Crime

Tom também era responsável por cumprir ordens que recebia da cadeia, inclusive sobre o tráfico de drogas

Da Redação, com Brasil Urgente 08/12/2021 • 17:29 - Atualizado em 08/12/2021 • 17:42

A Polícia Militar de São Paulo apresentou mais informações sobre o líder do PCC que foi preso na tarde de terça-feira (7). Everton Guimarães Mayer, conhecido como Tom, era responsável por cumprir ordens que recebia da cadeia, inclusive sobre o tráfico de drogas, e também decidia sobre mortes cometidas pelo Tribunal do Crime na comunidade de Paraisópolis.

Tom só circulava na comunidade com “capangas” armados, mas foi pego desprevenido. A Polícia tinha ido até a comunidade para atender a outra demanda, mas viu o líder do PCC em um bar. Ele estava armado e tentou reagir, mas foi detido.  

Tenente Maxwell, da comunicação da PM, acredita que Tom era responsável por "manter a criminalidade em ordem", então "a prisão dele é um duro golpe pro crime organizado".

Por enquanto Tom está em um Centro de Detenção Provisória, mas deve ser levado para um presídio de segurança máxima em breve.

Ele tem 6 mandados de prisão em aberto, além de 4 condenações. A Polícia estima que as penas somadas podem render uma sentença de cerca de 100 anos de prisão para Tom.