Brasil Urgente

Princípio de incêndio paralisa trens e fecha estações do Metrô de São Paulo

Falha no sistema aconteceu por volta das 18h, horário de pico no transporte público da capital

Da Redação, com Brasil Urgente 02/08/2021 • 18:13 - Atualizado em 02/08/2021 • 21:56
Falha resultou em superlotação nas plataformas
Falha resultou em superlotação nas plataformas
Reprodução/Facebook

Um princípio de incêndio causou a paralisação da atividade de trens e o fechamento de estações do Metrô de São Paulo no fim da tarde desta segunda-feira (2). A informação foi divulgada pelo Brasil Urgente.  

Segundo a Secretaria de Transportes, o princípio de incêndio aconteceu por volta das 17h entre as estações Luz e Tiradentes, na linha 1-Azul. De acordo com a companhia, o incidente fez com que fosse paralisado o trecho entre as estações Sé e Tucuruvi. Além disso, a empresa fechou as estações São Bento e Carandiru por “questões de segurança”.  

O sistema PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência) foi acionado para fornecer frotas de ônibus aos passageiros nas estações mais atingidas. 

“Tivemos esse incêndio próximo à nossa operação e uma falha de energia impactou toda a linha 1-Azul. Acionamos os ônibus do PAESE imediatamente para atender a população. Infelizmente ocorreu no horário de volta para casa, no horário de pico, mas estamos buscando resolver situação", disse o secretário municipal de Transportes, Alexandre Baldy, ressaltando que a normalização deveria ocorrer "em cerca de 2 ou 3 horas”. 

Segundo o Metrô, a operação nas linhas começou a ser normalizada por volta das 20h30 desta segunda.

  • Metrô
  • São Paulo
  • incêndio