Notícias

Caminhoneiros prometem greve no dia 1º de novembro se o preço do diesel não cair

Grupos deram 15 dias para Bolsonaro atender às reivindicações da categoria

da Redação com BandNews TV 17/10/2021 • 10:15 - Atualizado em 17/10/2021 • 10:17
Alguns sindicatos aderiram à possibilidade de paralisação, outros não
Alguns sindicatos aderiram à possibilidade de paralisação, outros não
Tânia Rêgo/Agência Brasil

Grupos de caminhoneiros se reuniram neste sábado (16) no Rio de Janeiro e decidiram entrar em greve no dia 1º de novembro caso o governo do presidente Jair Bolsonaro não atenda suas reivindicações, especialmente a queda no preço do diesel. 

A Petrobras anunciou, em setembro, um aumento de 8,89% no preço médio de venda do diesel tipo A para as distribuidoras. Com a mudança, que entrou em vigor no dia 29, o preço médio do combustível passou de R$ 2,81 para R$ 3,06 por litro.  

Em nota, a Petrobras afirmou que tem evitado o repasse imediato para os preços internos por conta da volatilidade externa. Ainda segundo a estatal, o ajuste é importante para "garantir que o mercado siga sem riscos de desabastecimento".

  • caminhoneiros
  • diesel