Notícias

Chefe da Embrapa Territorial diz que fala de Macron sobre soja é manobra para o público interno

Rádio Bandeirantes 13/01/2021 • 13:31
Grãos de soja em galpão de armazenamento
Grãos de soja em galpão de armazenamento
Tom Gannam/Reuters

O chefe da Embrapa Territorial, Evaristo de Miranda, diz que a posição do presidente da França em defesa do cultivo de soja na Europa contra o produto brasileiro é uma manobra para o público interno.

Para o especialista, o discurso busca justificar uma série de subsídios agrícolas que passaram a ser concedidos pelo governo francês.

Macron quer que a Europa passe a plantar soja e deixe de comprar o produto do Brasil. Ele argumenta que depender da commodity brasileira é endossar o desmatamento da Amazônia.

Evaristo de Miranda destaca, porém, que o francês não tem condições de garantir acesso à soja por causa das restrições locais ao cultivo.

O chefe da Embrapa Territorial lembra que cabe agora ao Brasil esclarecer os fatos, principalmente, porque o plantio da soja no país não está ligado à produção no bioma.

O Ministério da Agricultura informou que não irá se manifestar sobre a fala do presidente francês.

  • Embrapa
  • Soja
  • Desmatamento
  • Emmanuel Macron