Notícias

Especialista esclarece dúvidas sobre fuga dos criminosos do presídio de Mossoró

Deibson e Rogério teriam sido vistos pela última vez na madrugada da última segunda-feira (26), quando tentaram invadir uma casa

Por Andrey Mattos

A caçada pelos fugitivos de Mossoró completa duas semanas. Agora a polícia aposta em um celular abandonado em uma trilha para encontrar novas pistas dos foragidos. 

Os agentes de segurança intensificaram as buscas em Baraúna, perto da divisa do Rio Grande do Norte com o Ceará. Deibson e Rogério teriam sido vistos pela última vez na madrugada desta segunda-feira (26), quando tentaram invadir uma casa no município.

Na mesma comunidade, eles roubaram três celulares. Um outro aparelho foi encontrado na região pelas equipes de buscas e está sendo periciado. Ontem, a polícia prendeu o dono do sítio onde os dois fugitivos ficaram escondidos por 7 dias.

Para entender os trabalhos e como a fuga desses dois criminosos mexe com a segurança pública no país, o Band Jornalismo conversa com Robson Rodrigues, antropólogo e membro do Laboratório de Análise Da Violência/UERJ.

Tópicos relacionados

  • Segurança Pública
  • Fuga dos presos de Mossoró
  • Mossoró

Mais notícias

Carregar mais