Notícias

IBGE: Após seis meses de alta, comércio no varejo tem pequena queda de 0,1%

Da Redação, com Rádio Bandeirantes 16/01/2021 • 10:05

Após uma sequência de altas, as vendas no varejo ficaram praticamente estáveis em novembro, com uma variação negativa de 0,1%. O resultado vem depois de seis taxas positivas consecutivas, período que o varejo acumulou ganho de 32%. As informações são da Rádio Bandeirantes.

Na passagem de outubro para novembro de 2020, houve taxas positivas em cinco das oito atividades pesquisadas, com destaque para livros, jornais, revistas e papelaria (aumento de 5,6%). Os dados são da pesquisa mensal de comércio divulgada nessa sexta-feira, 15, pelo IBGE. 

O estudante Daniel Souza conta que voltou a comprar revistas neste período. "O orçamento estava curto, eu tinha parado de comprar algumas histórias em quadrinho, mas já voltei a comprar agora. Não todas, como eu gostaria, mas algumas que eu costumava ler com mais frequência", diz. 

O gerente da pesquisa Cristiano Santos destaca as atividades que tiveram retração em novembro. "Essa variação de 0,1% negativa foi acompanhada por três atividades das oito que compõe o comércio varejista. Combustíveis e lubrificantes, supermercados e também atividade de móveis e eletrodomésticos tiveram suas variações na passagem de outro para novembro no campo negativo. Se consideramos o varejo ampliado, [o período] foi positivo em 0,6%", explicou. 

No acumulado de 2020, contra igual período do ano anterior, houve alta de 1,2% nas vendas do varejo. Já acumulado dos últimos 12 meses manteve-se em 1,3% em novembro, sinalizando estabilidade nos ritmos das vendas em relação à outubro. Na comparação com novembro de 2019, o comércio varejista cresceu 3,4%. 

  • radio bandeirantes
  • comércio
  • varejo
  • queda
  • sequência de altas