Notícias

Israel diz que civis em fila por ajuda humanitária morreram pisoteados

Funcionários da ONU dizem que a maioria das vítimas levadas a hospitais tinha ferimentos de bala

Da redação com BandNews TV

O Exército de Israel divulgou, neste domingo (3), o que diz serem os resultados de uma investigação inicial sobre as mortes de civis palestinos que aguardavam por ajuda humanitária em Gaza na última quinta-feira (29). 

Através das redes sociais, a Força de Defesa de Israel afirmaram que houve uma ‘revisão inicial’ do acontecido e que as vítimas foram ‘pisoteadas até a morte e feridos enquanto avançavam para o comboio de ajuda’. 

“Nossa análise inicial confirmou que nenhum ataque foi realizado pelas FDI contra o comboio de ajuda”, diz o comunicado. 

A pressão internacional contra a operação militar do governo de Benjamin Netanyahu em Gaza escalou depois do episódio em que, segundo o Hamas, mais de 110 pessoas teriam morrido no território palestino. Funcionários da ONU dizem que a maioria das vítimas levadas a hospitais tinha ferimentos de bala.

Tópicos relacionados

  • Internacional
  • Israel
  • Conflito Israel e Hamas

Mais notícias

Carregar mais