Jornal da Band

Ato de 7 de setembro em SP com milhares de apoiadores de Bolsonaro

PM estimou que cerca de 125 mil pessoas na av. Paulista, 6% do esperado pela organização

Da Redação

Topo

Em seu discurso de 7 de Setembro na avenida Paulista, em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atacou nominalmente o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes e afirmou que nunca será preso. “Qualquer decisão do senhor Alexandre de Moraes, este presidente não mais cumprirá”, afirmou Bolsonaro.

Segundo balanço da Secretaria de Segurança Pública do Estado, 125 mil pessoas estiveram nos atos pró-Bolsonaro, concentrados na Avenida Paulista, enquanto 15 mil manifestantes estiveram no Vale do Anhangabaú, que foi palco de atos contra o governo.

Em Brasília os protestos se concentraram na Esplanada dos Ministérios. O presidente Jair Bolsonaro chegou a fazer um discurso onde criticou as últimas decisões dos ministros do Supremo Tribunal Federal, falou em “prisões políticas” e disse que “não pode aceitar que uma pessoa específica da Praça dos Três Poderes continue barbarizando a população”.

No Rio de Janeiro as manifestações aconteceram na Avenida Presidente Vargas e em Copacabana. Em Copacabana, na zona sul, manifestantes a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participaram do ato na Avenida Atlântica. Já no centro da capital fluminense aconteceu um ato contra Jair Bolsonaro. 

Durante seu discurso para apoiadores em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro chegou a afirmar que participaria do Conselho da República nesta quarta-feira (8). No entanto, já no final do dia, o discurso passou a ser de que Bolsonaro reunirá seus ministros para avaliar a convocação do grupo.

Receba as principais notícias e vídeos da Band via WhatsApp; veja passo a passo