Jornal da Band

Bombardeio de Israel a comboio humanitário faz ONU suspender ajuda em Gaza

Rota usada pelo comboio humanitário e que foi bombardeada tinha sido autorizada pelo governo de Israel

Da redação

As Nações Unidas (ONU) decidiram suspender todas as entregas de alimentos no norte da Faixa de Gaza, região alvo de intensos ataques por parte das forças de Israel. A reação ocorre porque, no dia 5 de fevereiro, um comboio com suplementos da organização foi atingido por bombas.

Ninguém ficou ferido, mas os suplementos foram perdidos. A rota usada pelo comboio humanitário tinha sido autorizada pelo governo de Israel.

O Departamento de Estado americano classificou o ataque como “inaceitável” e disse que a assistência humanitária precisa chegar aos civis de qualquer jeito.

Em Rafah, os palestinos sentem na pele a falta dos recursos. São longas as filas para conseguirem uma porção de água potável.

Os bombardeios não cessam em Gaza. Na última madrugada, quase 70 pessoas morreram durante os ataques israelenses.

Na Síria, o governo acusa Israel de ter bombardeado a capital Damasco. Um prédio residencial foi atingido. Duas pessoas morreram.

Tópicos relacionados