Jornal da Band

BYD lança carro que será aposta para ampliar acesso a modelos elétricos no país

Novo modelo, entre os elétricos mais baratos no país, leva 30 minutos para carregar metade da bateria numa estação que pode ser pública ou instalada em casa

Da redação

A montadora chinesa BYD lançou um carro 100% movido por energia elétrica com um preço competitivo. O Dolphin Mini chega ao mercado com um valor médio de R$ 105 mil, um dos modelos elétricos mais em conta do país. Atualmente, o carro zero mais barato, movido a etanol e gasolina, custa cerca de R$ 70 mil.

A projeção de custo de uma recarga completa no carro é de R$ 28, o suficiente para andar 280 km, de acordo com a medição do Inmetro. A depender da velocidade e do caminho, pode chegar a 400 km.

“A ideia é democratizar a eletromobilidade no Brasil. É o primeiro carro com tudo que esse carro tem acessível a uma parcela da população”, explicou Pablo Toledo, diretor de marketing e comunicação da BYD.

Tempo de recarga

O novo modelo leva 30 minutos para carregar metade da bateria numa estação que pode ser pública ou instalada em casa. Também dá para usar uma tomada 220 volts comum, só que vai demorar mais. A empresa chinesa já monta chassis de ônibus elétricos e produz placas solares aqui no país. Entrou no mercado brasileiro de carros em 2021 e tem planos para abrir uma fábrica em Camaçari, na Bahia.

“A projeção de começar a fase de produção de carros em solo brasileiro, em solo baiano, é em meados de dezembro de 2024. Planejamento está todo a vapor. As licenças necessárias estão sendo conquistadas para que a gente possa, de fato, vencer esses desafios e começar a obra e a produção”, analisou Alexandre Baldy, conselheiro especial da BYD.

Vantagens nos estados

Por não emitirem gases poluentes, veículos elétricos não entram no rodízio municipal em São Paulo. O mesmo vale para os híbridos, que poluem menos que os carros a combustão. Em vários lugares do país, os carros têm isenção ou desconto no IPVA. É o caso do Distrito Federal, Maranhão, Pernambuco, Rio de Janeiro e da capital paulista.

Tópicos relacionados