Jornal da Band

Conheça o projeto 'Asmara', que transforma a vida das mulheres em favelas de SP

Programa traz oportunidade de geração de renda e autonomia para as 600 integrantes

Por Roberta Scherer

Com 600 integrantes, o projeto social ‘Asmara’ segue mudando a vida de mulheres em favelas do estado de São Paulo. O programa traz oportunidade de geração de renda e autonomia para elas. 

Sueli da Silva é uma das mulheres impactadas pelo projeto. Hoje, ela é parte do time de vendedoras criado para apoiar as mulheres nas comunidades e celebra participar do programa. "Eu não tinha nem como pagar as contas. E foi o que foi me ajudando, a pagar as contas, comprar alguma coisa para casa", afirma. 

Tudo o que está nas sacolas que Sueli usa para as vendas foi doado. As mercadorias passam por triagem, ganham etiqueta e preço. Cada vendedora precisa abrir uma conta no próprio nome e uma chave Pix. Todas saem com 80 itens e uma maquininha de cartão, as peças que não se vendem em um mês, são trocadas. 

Carliene Ferreira, líder do projeto, fala como o ‘Asmara’ muda a vida financeira das mulheres. “Muitas delas iam para o farol, outras não trabalhavam, não tinham renda nenhuma. E aí veio o projeto onde essas mulheres geram a própria renda delas e aí elas saíram do farol para poder vender”, diz. 

A renda varia, tem quem fature de R$ 500 a R$ 3 mil ao mês e os ganhos, vão bem além do dinheiro, como explica Sueli. "Eu mudei. Hoje as pessoas falam 'Ah, você fala com tudo mundo'. Porque eu fiz mais amizade né, que eu não tinha", conta. 

A ideia é de expandir o projeto, de 600 integrantes para 25 mil vendedoras de ONGs da rede Gerando Falcões, em mais 150 comunidades de São Paulo neste ano. “Nas favelas tem muitas mulheres que por conta de ter uma idade mais avançada, ter 3, 4 filhos - essa é a realidade - não tem rede de apoio, elas não conseguem ser empregadas no mercado tradicional”, diz Mayara Lyra, diretora de Negócios Sociais da Gerando Falcões. 

Ao menos 20% do faturamento volta para as ONGs parceiras de cada comunidade, para custear o projeto. “Todo dia temos 3, 4 caminhões na rua fazendo essas coletas, então todo mundo pode doar e fazer a diferença”, diz Mayara. 

Para agendar a doação, basta acessar o site ou ligar para (11) 3426-9800

CTA Desktop

Mais notícias

Carregar mais