Jornal da Band

Mídia internacional destaca reportagem do Jornal da Band sobre tráfico em portos

Imprensa repercutiu reportagem exclusiva de Rodrigo Hidalgo sobre como a ação de criminosos está afetando a maior empresa de operação de contêineres do mundo

Da redação

A imprensa internacional repercutiu a reportagem do Jornal da Band sobre a decisão da MSC, maior empresa de operação de contêineres do mundo, decidir paralisar as atividades terrestres em toda a América do Sul por tempo indeterminado devido a ação dos criminosos que se aproveitam da cadeia logística da empresa para esconder toneladas de cocaína e enviar para países da Europa e da África.

Citando a reportagem exclusiva de Rodrigo Hidalgo no Jornal da Band, a RTBF, rede de televisão Belga, destacou que, no Brasil, as mercadorias que passam pelo porto de Santos, no estado de São Paulo, representam 34% da balança comercial do país. Cerca de 150 milhões de toneladas passam por ele a cada ano.

O site VRT News, também da Bélgica, diz que a MSC sofre danos de reputação quando a cocaína aparece em seus contêineres, algo que ocorre em Antuérpia, cidade portuária na Bélgica.

O site Splash 247, especializado em notícias sobre transporte marítimo e offshore global, informa que quase 90% de toda a cocaína, 45% de toda a cannabis e 30% de todos os estimulantes do tipo anfetamina apreendidos globalmente entre janeiro de 2017 e abril de 2020 foram traficados por via marítima, de acordo com dados da Câmara Internacional de Navegação.

O site ainda ressalta que o principal porto do Brasil, Santos, foi descrito como "centro mundial de comércio de cocaína" em um relatório publicado no início deste mês pela InSight Crime, uma plataforma que cobre o crime organizado na América Latina.

Na Holanda, os sites Nieuwsblad Transport e FD. também deram destaque à reportagem, que revelou como os criminosos afetaram a operação da MSC no Brasil e na América Latina.

Mais notícias

Carregar mais