Jornal da Band

Realidade aumentada revela veleiro encalhado há 128 anos em praia de Santos

Visitantes da orla podem fazer uma viagem pelo tempo, basta ter um celular na mão

Fernando Degaspari

Restos de veleiro podem ser vistos em Santos
Restos de veleiro podem ser vistos em Santos
Reprodução/Jornal da Band

Quem dá de cara com as sinalizações na beira do mar na ponte do canal 5, na praia do bairro da Aparecida, em Santos, litoral de São Paulo, não faz ideia de que ali estão os restos de um veleiro do século XIX. 

Graças à tecnologia da realidade aumentada, a embarcação pode ser vista em tamanho real. Agora, qualquer pessoa que passeia pela orla consegue viajar mais de 128 anos no tempo. Basta ter um celular na mão, apontar o aparelho para um código QR Code, depois, para o local onde o veleiro Kestrel encalhou em 1895.

Além da imagem virtual, há também a página na internet, que conta a história do navio. Uma tempestade deixou o veleiro britânico de três mastros à deriva e os donos chegaram a abandoná-lo por décadas. 

Em 1970, o casco do veleiro apareceu e, em 2017, o local virou um sítio arqueológico protegido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. 

Tópicos relacionados