Jornal da Band

Suspeito de envolvimento na morte de Marielle Franco é preso no Rio de Janeiro

Edilson Barbosa dos Santos, conhecido como "Orelha", é acusado de ajudar os assassinos a se livrarem do carro usado no crime

Da Redação

Foi preso na noite dessa quarta-feira (28) mais um suspeito de estar envolvido na morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. O mecânico Edilson Barbosa dos Santos, conhecido como "Orelha", é acusado de ajudar os assassinos a se livrarem do carro usado no crime.

De acordo com a delação premiada de Élcio Queiroz, que está preso por envolvimento nos assassinatos, o carro teria sido destruído em um desmanche na zona norte do Rio, do qual Edilson é o dono.  

O homem - que já havia sido denunciado pelo Ministério Público em agosto de 2023 - foi preso próximo a sua residência no bairro de Santa Cruz da Serra, município de Duque de  Caxias/RJ. O mandado de prisão foi expedido pela 3ª Câmara Criminal da Capital.

As investigações do assassinato já haviam levado à prisão de dois executores: o policial militar reformado Ronnie Lessa, por ter atirado na vereadora; e o motorista e ex-policial militar Élcio Queiroz. 

Em janeiro desse ano, Ronnie Lessa afirmou em delação premiada que o conselheiro vitalício do Tribunal de Contas do estado (TCE-RJ), Domingos Brazão, de 58 anos, foi o mandante do crime.

Tópicos relacionados