Notícias

Justiça manda soltar prefeito e secretário de Educação do Guarujá

Ambos estavam detidos por suspeita de participação em desvio de dinheiro da área da saúde

Da Redação, com Rádio Bandeirantes 18/09/2021 • 13:13 - Atualizado em 18/09/2021 • 15:58

A Justiça concedeu liberdade provisória ao prefeito do Guarujá, Válter Suman (PSDB), e ao secretário de Educação do município, Marcelo Feliciano Nicolau.

Ambos estavam detidos desde a última quarta-feira (15), na Operação Nácar, da Polícia Federal, acusados de participar de um esquema de corrupção envolvendo também a Organização Social Pró Vida, responsável, até março deste ano, por administrar 16 postos de saúde do Guarujá.

Na operação, foi apreendida grande quantidade de dinheiro em espécie em endereços ligados aos suspeitos de integrar o esquema.

Prefeito e secretário de Educação devem ser soltos ainda neste sábado. Eles estão detidos na Penitenciária de São Vicente.

Na decisão, é informado que a Justiça considerou que “a privação da liberdade de locomoção dos investigados mostra-se excessiva” e que deixava de aplicar “suspensão do exercício do cargo de Prefeito Municipal de Guarujá (SP), medida que interromperia o curso dos poderes que foram outorgados ao Prefeito pela população e poderia implicar risco de grave lesão à ordem pública e ao pleno exercício da democracia, impedindo o exercício de cargo ao qual Válter Suman foi legitimamente eleito”.

  • Guarujá