BandNews FM

Bahia recebe ajuda de 4 estados para auxiliar população atingida pelas chuvas

Volume de chuva em Salvador é cinco vezes maior que o esperado para o mês de dezembro

BandNewsFM 25/12/2021 • 14:47 - Atualizado em 27/12/2021 • 10:44
Número de desabrigados chegou a 4.185 e 11.260 desalojados
Número de desabrigados chegou a 4.185 e 11.260 desalojados
Foto: Isac Nóbrega/PR

A Bahia vai receber ajuda do Maranhão, Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo para auxiliar moradores atingidos pelas fortes chuvas. O governador Rui Costa (PT) informou neste sábado (25), via internet, que telefonou para os governadores dos estados e também para o ministro da Cidadania, João Roma, para pedir auxílio, após a situação ficar ainda mais crítica no Sudoeste, Extremo-sul e Sul baiano. 

De acordo com ele, uma reunião será realizada este sábado para definir as estratégias de suporte à população afetada pelo temporal. A BR-415, rodovia que liga as cidades de Ilhéus e Itabuna, no Sul da Bahia, permanece totalmente interditada. 

O bloqueio é realizado pelas polícias rodoviárias Federal e Estadual para evitar a tentativa de passagem pelos inúmeros pontos de alagamentos da estrada provocados pelas fortes chuvas que atingem a região desde há quase um mês. 

Também há pontos de interdição nas rodovias BR-489, entre Itamaraju e Prado, BA-130, entre Ibitupã e Ibicuí, e BA-651, entre Itapitanga e Coaraci. Em Itabuna, moradores da periferia foram resgatados de barco por causa da cheia do Rio Cachoeira. 

O rio também transbordou no trecho do município de Itororó, provocando enchente. Pessoas são resgatadas com o uso de canoas. Segundo a Defesa Civil Estadual, o número de desabrigados chegou a 4.185 e 11.260 desalojados. 

O número de feridos é de 286 e a população total atingida chega a 378.286. São 17 mortos por causa das enchentes e 66 cidades em Estado de Emergência. A Defesa Civil continua o cadastramento das famílias em situação de vulnerabilidade, por causa do temporal. 

Ainda de acordo com a Defesa Civil, o volume de chuvas que atingem Salvador em dezembro já é cinco vezes acima do previsto. A previsão para o mês era de 58,1 milímetros, mas já se aproxima dos 300 milímetros. 

Sete de Abril e Castelo Branco, na periferia da capital baiana, são os bairros onde mais choveu entre a noite de sexta-feira (24) e a manhã deste sábado (25). Não há registro de feridos ou desabrigados, mas as secretarias de Assistência Social e de Educação já preparam escolas municipais que deverão funcionar como abrigos, caso o cenário se agrave nas áreas mais afetadas, na cidade.