Notícias

Acusado de desmanchar carro usado no assassinato de Marielle passa por audiência

O mecânico Edilson Barbosa dos Santos, conhecido como Orelha, foi preso nesta quarta-feira (29) por equipes da PF e do MPRJ

Por Pedro Dobal

Orelha é apontado pela PF como dono de um ferro-velho
Orelha é apontado pela PF como dono de um ferro-velho
Reprodução

Vai passar por audiência de custódia neste sábado (2) o homem acusado de fazer o desmanche do carro usado nos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

O mecânico Edilson Barbosa dos Santos, conhecido como Orelha, foi preso por equipes da Polícia Federal e do Ministério Público do Rio na quarta-feira (29) em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Ele foi encontrado próximo de casa, no bairro Santa Cruz da Serra.

Orelha é apontado pela PF como dono de um ferro-velho e seria o responsável por receber, desmanchar e descartar o Cobalt prata utilizado pelo ex-PM Élcio Queiroz e pelo policial reformado Ronnie Lessa.

Em delação premiada, Élcio contou que o veículo foi entregue a Edilson dois dias depois do crime. Segundo o depoimento, ele demonstrou nervosismo na ocasião e preferiu não saber por que os autores do crime queriam se desfazer do carro.

No dia 14 de março, o crime completa seis anos.

Tópicos relacionados