Notícias

Brasileira será Coordenadora Adjunta de Física em organização na Suíça

O local abriga o maior acelerador de partículas do mundo, equipamento que permite a concentração de grande energia em pequeno volume

Daniel Henrique* 22/06/2022 • 12:43 - Atualizado em 22/06/2022 • 15:18
O local abriga o maior acelerador de partículas do mundo, equipamento que permite a concen
O local abriga o maior acelerador de partículas do mundo, equipamento que permite a concen
Divulgação/ Puc-Rio

Pela primeira vez uma brasileira vai ocupar o cargo de Coordenadora Adjunta de Física da Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear, conhecida como CERN, na Suíça. O local abriga o maior acelerador de partículas do mundo, equipamento que permite a concentração de grande energia em pequeno volume.  

Carla Göbel é professora do Departamento de Física do Centro Técnico Científico da PUC-Rio e foi convidada para ser Coordenadora Adjunta de Fisica do experimento LHCb pela recém-eleita Coordenadora de Física, a francesa Yasmine Amhis.

Göbel explica a função que vai exercer a partir de agosto na CERN, pelos próximos dois anos.

A Professora Carla Göbel também fala sobre a representatividade em um cargo tão importante na comunidade científica.

Com cerca de 1.500 membros de 89 instituições em 19 países, o LHCb conta com 15 cientistas brasileiros na equipe, de três instituições: PUC-Rio, UFRJ e Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas.

*Estagiário sob supervisão de Luanna Bernardes