Notícias

Companhias aéreas precisam cancelar voos por conta de greve na Argentina

De acordo com a imprensa argentina, a paralisação de 24 horas tem como objetivo reivindicar um reajuste salarial superior aos 12% oferecidos pela Intercargo

Por Luanna BernardesPedro DobalVinícius Calixto (sob supervisão)

Aeroportos cancelam voos e ficam lotados
Aeroportos cancelam voos e ficam lotados
Reprodução

Companhias aéreas precisaram cancelar os voos com destino a Argentina em todo o Brasil, nesta quarta-feira (28), após o anúncio de greve por parte dos sindicatos que representam trabalhadores em aeroportos do país vizinho.  

De acordo com a imprensa argentina, a paralisação de 24 horas tem como objetivo reivindicar um reajuste salarial superior aos 12% oferecidos pela Intercargo, empresa estatal responsável pela transferência de passageiros e bagagens das estações das companhias aéreas para as aeronaves. 

A greve estava prevista desde a tarde de segunda-feira (26), quando os cancelamentos começaram a ser feitos e os clientes avisados sobre as remarcações. No Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Zona Norte do Rio, 10 voos foram cancelados.

Em nota, a empresa aérea Gol, disse aos passageiros que eles terão os voos remarcados para outras datas e poderão realizar a alteração sem custos. A empresa afirmou que os clientes foram comunicados via e-mail e SMS e que criou operações extras para quinta-feira (29).

Já a Latam comentou que os clientes afetados vão ter acesso a alterações de data ou reembolso. As opções podem ser acessadas pelo site da companhia.

Tópicos relacionados