Notícias

Em 12 anos, a geração de lixo no Rio tem aumento de 363 toneladas por dia

Os resíduos sólidos urbanos são equivalentes a mais de dois estádios e meio do Maracanã cobertos de lixo anualmente

Guilherme Veiga (Sob Supervisão)

O estudo foi divulgado nesta terça-feira (6)
O estudo foi divulgado nesta terça-feira (6)
Reprodução/Comlurb

A geração de lixo no estado do Rio teve acréscimo de 363 toneladas por dia em 12 anos, segundo uma pesquisa da Universidade Veiga de Almeida. O estudo foi divulgado nesta terça-feira (6).

O levantamento feito por pesquisadores do Mestrado Profissional em Ciências do Meio da Ambiente mostra que, neste período, a geração de resíduos sólidos urbanos teve um adicional equivalente a mais de dois estádios e meio do Maracanã cobertos de lixo anualmente.

Baseado nos Censos de 2010 e 2022 do IBGE, o estudo revela ainda que a Região Metropolitana é responsável por 81% dos resíduos gerados no estado, uma diminuição de 3% em relação à década anterior, de quase 204 toneladas diárias.

Tópicos relacionados