Economia

Petrobras diz que não há decisão sobre redução de preço de combustíveis

Bolsonaro não havia dado detalhes sobre como aconteceriam "pequenas reduções" nas próximas semanas

Da Redação, com BandNews FM 06/12/2021 • 10:08 - Atualizado em 06/12/2021 • 10:50
Petrobras não confirmou fala do presidente Bolsonaro sobre redução
Petrobras não confirmou fala do presidente Bolsonaro sobre redução
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Petrobras divulgou uma nota oficial nesta segunda-feira (6) em que comunica que não antecipa decisões sobre reajustes de alta ou baixa nos preços dos combustíveis e que não existe uma decisão da estatal neste sentido. O comunicado contradiz fala do presidente Jair Bolsonaro (PL), que havia dito ao site Poder360 que a Petrobras começaria a anunciar redução do preço dos combustíveis “nos próximos dias”.

“A Petrobras não antecipa decisões de reajuste e reforça que não há nenhuma decisão tomada por seu Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) que ainda não tenha sido anunciada ao mercado”, afirmou a estatal no comunicado.

Bolsonaro não havia dado detalhes sobre como aconteceria a queda no valor dos combustíveis. O Palácio do Planalto tem sido criticado pelo aumento da gasolina e do diesel nos últimos meses. 

“A Petrobras começa a semana a anunciar redução no valor do combustível. São pequenas reduções todas as semanas”, afirmou o presidente, que falava sobre a crítica de prefeitos ao valor do combustível e os impactos no preço das passagens de ônibus.

Vídeo: Bolsonaro anuncia redução no preço dos combustíveis

A política de preços da estatal segue a cotação internacional do petróleo e a valorização do dólar frente ao real eleva ainda mais os preços.

Nas bombas, o preço médio do etanol registrou uma queda pela segunda semana consecutiva, no período entre 28 de novembro e 4 de dezembro, de acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).  A diferença é de R$ 0,10, queda de mais de 1,5%. Já o preço médio da gasolina se manteve estável no mesmo período. 

Por ser listada em bolsa, mudanças nos preços da Petrobras precisam ser informados em fato relevante registrado na Comissão de Valores Imobiliários.

Veja a nota oficial da Petrobras:

A Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras, em relação às notícias veiculadas na mídia a respeito de expectativa de novos reajustes nos preços de combustíveis, esclarece que ajustes de preços de produtos são realizados no curso normal de seus negócios e seguem as suas políticas comerciais vigentes. 

A Petrobras reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais. 

A Petrobras monitora continuamente os mercados, o que compreende, dentre outros procedimentos, a análise diária do comportamento de nossos preços relativamente às cotações internacionais. A Petrobras não antecipa decisões de reajuste e reforça que não há nenhuma decisão tomada por seu Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) que ainda não tenha sido anunciada ao mercado. 

Para conferir transparência à sua gestão comercial, a Petrobras anuncia os ajustes de preços a seus clientes por meio do site Canal Cliente (www.canalcliente.com.br) e, aos demais públicos de interesse, por meio do site www.agenciapetrobras.com.br

Em atendimento à Resolução 795/2019 da Agência Nacional do Petróleo (ANP), a Companhia também divulga a tabela de preços atualizada por localidade e modalidade de venda em seu site www.petrobras.com.br.

Vídeo: previsão para inflação sobe pela 35ª semana seguida