Covas x Boulos: em 5 frases, o que os candidatos falaram sobre pandemia, orçamento e outros temas

Da Redação, com Band 20/11/2020 • 09:54 - Atualizado em 20/11/2020 • 10:04
Guilherme Boulos e Bruno Covas no debate na Band
Guilherme Boulos e Bruno Covas no debate na Band
Band

Os candidatos a prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL) fizeram na Band, ontem (19), um debate marcado pela discussão de propostas para a cidade. Veja cinco frases marcantes de cada um durante o encontro.
 

"Nós governamos para todos, sem nenhuma distinção"
Covas, ao destacar que teve mais votos em todos os distritos da capital

"Eu não aceito que a cidade mais rica do Brasil tenha tanta gente morando na rua"
Boulos, ao falar que luta ao lado do povo nas periferias há mais de 20 anos

"Estamos em um momento de estabilidade da pandemia. É preciso avançar mais para retomar a atividade de educação na cidade de São Paulo"
Covas, ao responder pergunta sobre a volta das aulas

"Eu quero falar para essas mães que nós temos o compromisso de zerar a fila da creche em São Paulo"
Boulos, sobre as mães impossibilitadas de trabalhar porque não tem onde deixar os filhos
 


"Podem reclamar, dizer que são a favor ou contra essa ou aquela medida, mas em nenhum momento podem me chamar de ter sido omisso em relação à pandemia"
Covas, ao falar sobre o enfrentamento ao Covid-19 em São Paulo

"A questão não é de dinheiro, é sobretudo de prioridades"
Boulos, ao responder sobre medidas para custear o orçamento de São Paulo

Veja também:
Os 4 momentos mais quentes do debate entre Boulos e Covas

"O rombo orçamentário em 2017 era de R$ 7 bilhões. Esse ano temos o maior valor de investimento dos últimos oito anos"
Covas, sobre a retomada da capacidade de investimento da sua gestão

"A diferença nossa para o atual governo é que eu não vou gastar o orçamento para fazer uma reforma de R$ 100 milhões no Anhangabaú enquanto tem gente vivendo com esgoto a céu aberto"
Boulos, sobre uso dos recursos da prefeitura

"Minha cartilha é a cartilha da tolerância, do respeito à lei, do respeito à ordem, do respeito à diversidade. Eu acredito que não se faz justiça social se você não tiver responsabilidade fiscal"
Covas, nas considerações finais

"Eu quero levar à Prefeitura de São Paulo a experiência que acumulei ao longo de 20 anos lutando ao lado das pessoas que mais precisam por dignidade no movimento social"
Boulos, nas considerações finais

  • Bruno Covas
  • Guilherme Boulos
  • Debate
  • Eleições