Entretenimento

Caso Alec Baldwin: “Me disseram que a arma estava descarregada”, diz ator

Em 21 de outubro, um disparo, supostamente saído da arma que manipulava o ator, matou a diretora de fotografia do longa, Halyna Hutchins.

Metro Jornal 05/12/2021 • 11:14 - Atualizado em 05/12/2021 • 11:29
Alec Baldwin
Alec Baldwin
Reprodução ABC

Na última sexta-feira, 3, foi ao ar na emissora estadunidense ABC a primeira entrevista do ator Alec Baldwin sobre a tragédia ocorrida no set de filmagem do longa ‘Rust’, em 21 de outubro, que vitimou mortalmente a diretora de fotografia do filme Halyna Hutchins e deixou ferido o diretor do longa Joel Souza.

Baldwin começou a entrevista dizendo ao entrevistador, George Stephanopoulos do Good Morning America, que não queria esperar que as ações judiciais ou as investigações fossem concluídas antes de contar sua versão da história. “Acho que tem uma investigação criminal, pode demorar um pouco. Existem todos os tipos de litígios civis e eu senti que havia muitos equívocos”, disse Baldwin. “O departamento do xerife nem mesmo divulgou um relatório para o promotor ainda. Eu sinto que não posso esperar para que esse processo termine”.

As autoridades policiais do Condado de Santa Fé, no estado do Novo México, seguem investigando as causas do tiroteio no set de ‘Rust, no qual o ator Alec Baldwin supostamente disparou um tiro que matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins e feriu o diretor do filme, Joel Souza. Os detetives se concentraram agora em entender como balas reais chegaram ao set de filmagem, já que normalmente seriam proibidas em qualquer lugar. E mais ainda: como elas foram misturadas com as balas falsas.

Na entrevista, Baldwin contou o que aconteceu em detalhes, dizendo que os atores estavam fazendo um ensaio de marcação de cena, enquanto Halyna Hutchins dava as instruções a Baldwin para que ela pudesse alinhar uma cena quando eles começassem as filmagens. “Ela estava parada ao lado da câmera, olhando para um monitor, guiando-me sobre como segurar a arma em determinado ângulo”, disse Baldwin. “A arma não foi feita para ser disparada naquele ângulo. Estou segurando a arma onde me disseram para segurá-la, que fica logo abaixo da axila. Um ângulo que pode nem mesmo ser filmado”.


“Puxei o gatilho o mais longe que pude, sem de fato preparar a arma”, disse Baldwin. “Solto o gatilho e arma dispara. “Todos ficaram chocados. A arma deveria estar descarregada. Disseram-me que recebi uma arma descarregada. Ela caiu, pensei comigo mesmo, ela desmaiou? A ideia de que havia uma bala de verdade naquela arma não me ocorreu até 45 minutos ou uma hora depois”, disse Alec.

Baldwin e sua equipe foram levados para fora da igreja onde estavam filmando enquanto médicos atendiam Hutchins. Ela acabou sendo levada de helicóptero para um hospital.

Foi só no final de sua entrevista com o Gabinete do Xerife do Condado de Santa Fé que ele soube que a arma havia sido carregada com uma bala real e que Hutchins morrera em decorrência dos ferimentos. As fotos de Baldwin que circularam naquele dia foram tiradas minutos depois que ele soube de sua morte.

Sabotagem?

Baldwin, a armeira de ‘Rust’ Hannah Gutierrez Reed e o diretor assistente Dave Halls estão entre os que estão sob investigação. Até agora, duas ações foram movidas em decorrência do tiroteio. Sobre a armeira Hannah Gutierrez Reed, Baldwin disse: “ela estava lá e foi contratada, ela estava pronta para o trabalho”.

Quanto às alegações feitas pelo advogado de Hannah Gutierrez Reed de que o que aconteceu pode ter sido um ato de sabotagem: “É uma grande reviravolta, é uma teoria enorme de se fazer, que alguém entrou e fez algo, com que propósito? Para atacar quem? Para desacreditar quem? É extremamente provável que tenha sido um acidente“, disse Baldwin.

Baldwin também disse, como já foi relatado anteriormente, que Dave Halls disse que a arma estava “fria” antes de entregá-la ao ator. Esta nomenclatura é usada para dizer que a arma está descarregada. “Quando ele me diz, ‘Esta é uma arma fria‘, o que ele está dizendo a todos no set é que todos podem relaxar, a arma está vazia”. Ele acrescentou mais tarde, no entanto, que teme sobre o resultado da investigação: “Eu não quero ver Hannah sofrer, ou Halls sofrer”.

A investigação

A investigação criminal sobre o tiroteio está sendo conduzida pelo Gabinete do Xerife do Condado de Santa Fé e pelo Primeiro Promotor Judicial do Novo México e pode levar meses para ser concluída, disseram as autoridades.

No momento, a polícia está concentrada em entender como balas reais foram parar no set de filmagem, já que são proibidas. O Gabinete do Xerife chegou até Seth Kenney, o especialista em armas que forneceu as armas para o filme. Essa informação foi dada pela armeira do set, Hannah Gutierrez-Reed. Ela revelou que a munição da produção foi comprada de Seth Kenney, proprietário da loja revistada, PDQ Arm & Prop.

Seth Kenney disse à ABC na quinta-feira, 2, que sua empresa não forneceu nenhuma rodada ao vivo para a produção de ‘Rust’.

O luto

Alec Baldwin também falou um encontro com que teve com o marido de Halyna, Matthew Hutchins, e seu filho de 9 anos. “Eles foram muito gentis”, disse Baldwin. “Ele disse: ‘Bem, acho que você e eu vamos passar por isso juntos’. Este menino não tem mais mãe. E não há nada que possamos fazer para trazê-la de volta. E eu disse a ele: ‘Não sei o que dizer, não sei como transmitir a você o quanto estou arrependido e que farei de tudo para cooperar”, acrescentou Baldwin, com lágrimas nos olhos.

Baldwin disse que espera que Hutchins abra um processo pela morte de sua esposa. “Como poderia ser diferente? Sua esposa foi morta. Algo aconteceu aqui que resultou na morte de sua esposa“, disse Baldwin.