Masterchef

Rebeca largou trabalho para entrar no MasterChef: "Não estou aqui à toa"

A cozinheira de 30 anos é do Rio de Janeiro (RJ), apaixonada pela culinária peruana e já trabalhou em restaurante estrelado; conheça a participante do MasterChef Profissionais 2023

Amanda Caroline e Stefani Sousa

Rebeca largou trabalho para entrar no MasterChef: "Não estou aqui à toa"
Renato Pizzutto/Band

Rebeca, de 30 anos, está no MasterChef Profissionais 2023, que estreia nesta terça-feira (19), às 22h30, na tela da Band, com transmissão simultânea em Band.com.br e Bandplay. Conheça todos os participantes da temporada aqui.

A cozinheira do Rio de Janeiro (RJ) realiza um sonho ao chegar no MasterChef. Ela, que tem dez anos de carreira e currículo invejável, está pronta para encarar a competição. “Fui escolhida a dedo, não estou aqui à toa. Quero representar bastante gente, me desafiar e ser reconhecida”, diz em entrevista ao Band.com.br.

Experiência em restaurantes luxuosos

A cozinheira, que cursou a faculdade de gastronomia, começou sua carreira como estagiária no icônico hotel Copacabana Palace, onde trabalhou por seis anos e passou por todas as praças. Depois, teve a oportunidade de atuar, também, na cozinha de um hotel luxuoso no Peru. Rebeca se encantou pela cultura do país e carrega essa paixão em seu tempero. “Foi uma experiência incrível. A cozinha peruana me chama muita atenção por ser colorida, gostosa e apimentada”, declara.

Na lista de lugares em que a participante trabalhou, ainda estão o italiano Evvai, em São Paulo (SP), que tem uma estrela no Guia Michelin, e os restaurantes dos resorts Club Med.

Rebeca deixou o trabalho para viver sonho

Até entrar no talent show, Rebeca trabalhava na cozinha de um beach club no Rio de Janeiro. Ela tomou a difícil decisão de largar o emprego para disputar o tão desejado troféu da quinta temporada do Profissionais. “Foi difícil, mas foi uma decisão muito bem pensada. É o que eu quero, esse é meu sonho”, afirma.

Esse sonho também inclui a experiência de ser avaliada por seu ídolo na gastronomia, o chef Henrique Fogaça. “Ele é diferente e eu gosto do diferente. Tem energia e presença. É durão também, mas tem um bom coração. Fogaça é firme na forma como critica, é verdadeiro e natural”, opina. Estamos ansiosos para esse encontro!

Amor, foco e muito estudo

Fã do programa, Rebeca se sente preparada para dar seu melhor na cozinha mais famosa do país. Com o incentivo do pai, Paulo, ela se inscreveu na competição pela primeira vez depois de anos assistindo à televisão. “Sou muito fã do programa, vejo desde o início, sempre com papel e caneta na mão, estudando”, revela. 

O foco e a tranquilidade são seus pontos positivos, mas quando a ansiedade dá as caras, ela faz exercícios de respiração e “se joga no desafio”. “Não tenho medo da competição. Me espelho no Wilson, do MasterChef Profissionais 2022. Quero ter uma trajetória igual ou parecida com a dele”, diz a cozinheira. Boa sorte, Rebeca!