Fórmula 1

Entenda como teste de Ricciardo pela Red Bull terminou com demissão de De Vries

Australiano começou o dia testando pela Red Bull e terminou como piloto titular da AlphaTauri pelo resto da temporada 2023 de F1

Da redação

A terça-feira na F1 foi marcada por uma daquelas bombas que agitam o noticiário. Nesse caso, foi o da substituição de Nyck de Vries por Daniel Ricciardo, na AlphaTauri, já a partir da próxima etapa da temporada. O efeito dominó começou com o teste de pneus do australiano pela Red Bull em Silverstone. Confira abaixo como tudo aconteceu. 

Teste de Ricciardo e ligação de Horner para Marko

A terça-feira (11) começou com Ricciardo fazendo sua reestreia pela Red Bull ao guiar o RB19 nos testes de pneus da Pirelli, realizados em Silverstone, palco da última etapa da F1. Daniel teria impressionado Christian Horner com o ritmo apresentado. Segundo a ESPN, o australiano, longe de um carro da F1 desde o fim do ano passado, teria feito um tempo que o colocaria na primeira fila do grid de largada do GP da Inglaterra…

E isso fez com que Horner ligasse para Helmut Marko (responsável pelo programa de pilotos) para contar a novidade. 

Após o primeiro contato entre os dois diretores, Marko retornou a ligação para Horner para dizer que havia demitido De Vries. 

Vazamento do agente de De Vries

Ao saber da notícia de que seu cliente seria demitido, o agente de Nyck de Vries não pensou duas vezes: espalhou a informação para a mídia holandesa.

Anúncio de Ricciardo às pressas

A Red Bull não pretendia anunciar Ricciardo até o fim dessa semana/início da próxima. Mas, com o vazamento da demissão de De Vries, o grupo da Red Bull não teve outra escolha a não ser correr para anunciar que Daniel  substituiria o holandês já a partir da próxima corrida de 2023, na Hungria. 

Helmut Marko justifica demissão de De Vries

A decisão da AlphaTauri foi criticada por muitos entenderem que, como novato, De Vries poderia ter tido mais tempo para se adaptar, principalmente levando em consideração que o carro da AlphaTauri desse ano é um dos piores, senão o pior, do grid. Mas Helmut discorda desse ponto de vista. 

Contratamos o Nyck por causa da performance dele em Monza no ano passado. Esperávamos que ele fosse, pelo menos, andar no mesmo nível do Tsunoda, mas isso não aconteceu. 

“Ele sempre foi cerca de 0s3 mais lento. Não vimos melhora. Ele tem 28 anos, muita experiência e já foi piloto de testes. Não dá para chamá-lo de novato. No fim de abril, no Azerbaijão, ele começou o fim de semana bem, e pensamos que ele evoluiria, mas ele bateu novamente. Ele nunca fez uma volta incrível que nos surpreendeu”

De Vries foi chamado para a AlphaTauri após um nono lugar impressionante no GP da Itália do ano passado, quando substituiu Albon, que sofreu um crise de apendicite. 

Notícias

Carregar mais