Notícias

Líder do PCC na fronteira, "Bebezão" e mais 13 são presos no Paraguai

Rodrigo Hidalgo, com Portal da Band e Jornal da Band 23/03/2021 • 21:42 - Atualizado em 24/03/2021 • 20:22

Em uma operação que contou com informações da inteligência da Polícia Federal brasileira, agentes da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai prenderam, na noite desta terça-feira (23), Wesley Neres dos Santos, o “Bebezão”, atual líder do PCC na fronteira e mais 13 acusados de integrar a facção. 

Na ação conjunta entre as polícias do Brasil e do Paraguai, os agentes invadiram a casa e acabaram com a reunião da quadrilha em Pedro Juan Caballero, do lado paraguaio da fronteira. Foram presos oito paraguaios e seis brasileiros, todos integrantes do PCC.

Os agentes apreenderam fuzis, muita munição e coletes à prova de balas. A polícia agora investiga o que o grupo estava planejando fazer com esse arsenal.

Todos deverão ser expulsos do país vizinho e encaminhados para presídios brasileiros. Policiais paraguaios reforçam a segurança onde os traficantes estão presos, por causa do risco de resgate.

Este foi o segundo golpe das forças de segurança brasileira e paraguaia na fronteira contra o crime organizado nesse ano. A região é palco de uma guerra entre facções pelo controle das rotas de entrada de armas e drogas no Brasil.

"Bebezão", que já ficou preso junto com a liderança do PCC na penitenciária de segurança máxima de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, havia sido escolhido para ser o novo líder da fronteira por conhecer bem a logística do tráfico internacional de cocaína.

O criminoso tem vários antecedentes criminais e havia assumido o lugar de Giovanni Barbosa da Silva, o “Koringa” ou “Bonitão”, preso em janeiro. Na ocasião, criminosos tentaram resgatá-lo. No dia seguinte ele foi expulso e levado para a Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná

  • pcc
  • bebezão
  • tráfico de drogas
  • paraguai