Notícias

Polícia fecha boate clandestina com 149 pessoas na zona sul de São Paulo

Ao menos 66 das pessoas flagradas foram encontradas sem a máscara de proteção facial

Da Redação, com 1º Jornal 23/04/2021 • 05:10

A polícia fechou uma boate clandestina com 149 pessoas na zona sul de São Paulo. O caso aconteceu pela madrugada desta sexta-feira (23), na Rua Guaicuri, 115, na Cidade Júlia. As informações são da Karina Cordeiro, Matheus Pastori e Igor Calian, no 1º Jornal.

De acordo com a Polícia Civil, 149 frequentadores foram encontrados no Deluxe Lounge. Vídeos registrados pelos próprios policiais mostram que o local abriga uma estrutura de boate. No momento da chegada da força-tarefa, a festa clandestina acontecia a todo vapor. 

As pessoas foram surpreendidas com a chegada dos agentes do Garra/Dope, que trabalham em conjunto com a Vigilância Sanitária, Procon, Polícia Militar, Ministério Público, prefeitura de São Paulo e Guarda Civil Metropolitana.

Ao menos 66 dos envolvidos foram encontrados sem a máscara de proteção facial. Com a presença da polícia, o público foi enfileirado na rua em frente à boate, onde os frequentadores foram abordados e revistados. 

Doze pessoas, entre elas o dono e funcionários do local, devem ser levado a depor na delegacia. O dono da boate é acusado ainda de se fazer passar por policial civil. A multa aplicada pode passar de R$ 500 mil.

O caso deve ser registrado no Departamento de Polícia e Proteção à Cidadania (DPPC), onde deve ser investigado.

  • boate
  • clandestina
  • pandemia
  • Covid-19
  • São Paulo