Notícias

Protestos contra Bolsonaro acontecem em diversas cidades do Brasil

Em São Paulo, os manifestantes se concentraram na avenida Paulista

Da redação com BandNews FM 19/06/2021 • 18:19

Manifestações contra o governo federal aconteceram em diferentes estados brasileiros neste sábado (19). Os protestos foram convocados por centrais sindicais, partidos políticos e movimentos sociais. Os atos pedem o avanço da vacinação no país, cobram a continuidade do auxílio emergencial e exibem faixas contra o presidente Jair Bolsonaro.

As manifestações estão marcadas há semanas e coincidiram com o dia em que o Brasil atingiu a marca de 500 mil vidas perdidas para a Covid-19. O número foi alcançado no início da tarde deste sábado.

Os protestos espalhados em capitais e grandes cidades do interior tiveram registros de aglomeração, mas a maioria dos manifestantes usava máscara e tentava manter um distanciamento social mínimo. Em alguns locais, máscaras e álcool em gel foram distribuídos.

São Paulo

Na capital paulista, os manifestantes se concentraram no vão do Masp, na avenida Paulista, e fecharam todas as pistas da via.

As imagens mostram aglomerações na parte central do ato e as pessoas ocuparam diversos quarteirões da avenida.

Lideranças políticas de esquerda, como o ex-prefeito Fernando Haddad, participaram do protesto. Entre os manifestantes estavam bandeiras, cartazes e infláveis.

Rio de Janeiro

Milhares de pessoas participaram de uma manifestação no Centro do Rio de Janeiro contra o presidente Jair Bolsonaro, neste sábado (19). Durante à manhã, os manifestantes seguiram do monumento Zumbi dos Palmares até a Candelária.

Os organizadores pediram que todos usassem máscara, álcool em gel e ficassem com distanciamento de um metro e meio. Apesar disso, houve aglomeração.

Durante o deslocamento, a Avenida Presidente Vargas, uma das principais do centro da capital fluminense, chegou a ficar interditada nos pontos em que os manifestantes passavam. Os participantes do ato gritaram palavras de ordem e pediram a aceleração do processo de vacinação.

O presidente Jair Bolsonaro esteve no Rio de Janeiro neste sábado (19), onde participou de uma cerimônia de juramento à bandeira na Escola Naval. O presidente não falou com a imprensa e nem esteve perto do local da manifestação contrária ao governo.

Belo Horizonte

Pelo menos quatro cidades de Minas Gerais registraram protestos contra o governo federal. Os atos começaram por das 13h30.

Em Belo Horizonte, o protesto reuniu centenas de manifestantes na Praça da Liberdade, na Região Centro-Sul da capital mineira.

Na Grande BH, manifestações ocorrem em Betim, onde dezenas de pessoas gritam palavras de ordem a gestão contra o presidente Bolsonaro.

Também há manifestações na cidade histórica de São João Del-Rei, no Campo das Vertentes e em Juiz de Fora.

A cidade da Zona da Mata Mineira contou também com um carro de som que conduziu os manifestantes a circular por ruas da região central da cidade.

Brasília

Em Brasília o protesto começou às 08h. Centenas de pessoas se reuniram na Esplanada dos Ministérios protestando contra a demora do governo Bolsonaro na adoção de medidas de controle da pandemia do coronavírus no Brasil.

Os manifestantes começaram a dispersar por voltas das 13h.

Goiânia

Pelo menos 10 cidades de Goiás tiveram atos contra o presidente Jair Bolsonaro neste sábado (19), entre as principais, Goiânia e Anápolis.

Em Goiânia, o ato começou às 9h, com caminhada e carreata a partir da Praça Cívica.

Outras cidades goianas que registram ou têm manifestações marcadas incluem Catalão, Jataí e Pirenópolis.

O ato foi convocado por movimentos sociais. Os manifestantes criticam a atuação do governo federal durante a pandemia de Covid-19.

Eles pediam a saída do presidente Jair Bolsonaro, o reforço e aceleração da vacinação e respeito às medidas de prevenção ao contágio pelo coronavírus.

  • Protesto