Brasil aumenta importação de insumos para produção de fertilizantes

Da Redação 17/06/2022 • 08:18
Só em maio, foram 4 milhões de toneladas importadas do exterior
Só em maio, foram 4 milhões de toneladas importadas do exterior
Reuters

O Brasil supera o impacto da guerra entre Rússia e Ucrânia e aumenta a importação de insumos para produção de fertilizantes.  

Só em maio, foram 4 milhões de toneladas importadas do exterior - uma alta de 58% em comparação com o mesmo mês no ano passado.  

Ao todo, 44 países exportaram fertilizantes para o Brasil este ano, como explica o diretor de operações do porto de Paranaguá, Luiz Teixeira da Silva Júnior.

Superado o temor pela falta dos insumos, o desafio agora é enfrentar a alta do preço do produto agrícola, que dobrou em relação ao último ano.  

O alto valor impacta diretamente no trabalho dos produtores rurais, como é o caso do Jorge Ales.  

Para plantar trigo na propriedade, ele usa, em média, 750 quilos de fertilizantes por alqueire - o que representa em torno de 30 do custo total.

Já em algumas regiões, os agricultores temem ficar sem fertilizantes não só pelo preço alto, mas também pelos problemas de logística:

É o caso do Mato Grosso, maior produtor de soja do país, que pode ter atraso no plantio da safra.

A situação é preocupante, como explica o gerente comercial de fertilizantes Paulo Pistori.

Nesta semana, a Câmara dos Deputados aprovou um projeto para investigar a alta significativa do preço dos fertilizantes.

A proposta prevê a realização de audiência pública com representantes do ministério da Agricultura e empresas comerciantes do produto, entre outros.