Band Rio

Natal sem fome: campanha pretende ajudar mais de 600 mil famílias

As doações podem ser feitas via internet, mais de 20 milhões de pessoas já foram ajudadas

Rafaella Balieiro (sob supervisão de Natashi Franco) 18/10/2021 • 17:11 - Atualizado em 18/10/2021 • 17:12
Os arcos da Lapa se iluminaram durante o lançamento da campanha
Os arcos da Lapa se iluminaram durante o lançamento da campanha
Divulgação

Cerca de 600 mil famílias de todo o país devem ser ajudadas pela campanha "Natal sem fome" desse ano. Essa é a expectativa dos organizadores do projeto, eles pretender arrecadar R$30 milhões até o final desse ano. O lançamento da ação social aconteceu ontem, em Copacabana, na Zona Sul do Rio.

No Brasil, ao menos 10,3 milhões de pessoas convivem com uma insegurança alimentar grave. Em dezembro do ano passado, um levantamento da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional mostrou que cerca de 55% de toda a população vivia com insegurança alimentar em diferentes níveis, ou seja, não sabiam se teriam algo para comer no dia seguinte.

"O Natal Sem Fome simboliza a nossa luta e esperança por dias melhores para a população que vem sofrendo com a falta de comida. A expectativa é que essa seja a maior campanha da história da ONG, esperamos arrecadar pelo menos R$ 30 milhões para conseguir levar alimentos para 600 mil famílias em todo o país", comentou Rodrigo Afonso, diretor-executivo da Ação da Cidadania.

Já são 17 anos da campanha que pretende diminuir os impactos da fome no país. Na primeira edição, em 1994, 32 milhões de brasileiros viviam na pobreza extrema. Desde a primeira edição, 20 milhões de pessoas já foram beneficiadas pelo projeto.

Para doações, é possível acessar o site do projeto aqui, o prazo é até o final do mês de dezembro. São várias empresas de diferentes setores, incluindo o alimentício, fazendo parte da companha de arrecadação.

"A fome não tem vacina. A cura só vem através das políticas públicas. Por isso a gente pede que cada um dê asas a sua solidariedade e nos ajude, porque quem tem fome, tem pressa. A nossa meta é arrecadar seis mil toneladas de alimentos em todo o país para distribuir para 2,5 milhões de pessoas", finaliza Daniel Souza, presidente do Conselho da Ação da Cidadania.

  • Rio de Janeiro
  • Natal sem fome
  • Arrecadação alimentos
  • Fome