Band Rio

Rio serve de cidade piloto para projeto Unidos pela Vacina

A ação que começou em março desse ano colaborou com a implantação de unidades de saúde em 92 municípios do estado

Rafaella Balieiro (sob supervisão de Natashi Franco) 23/09/2021 • 17:43
Os postos de vacinação foram pensados para ajudar idosos com dificuldade de locomoção
Os postos de vacinação foram pensados para ajudar idosos com dificuldade de locomoção
Divulgação/ Prefeitura do Rio

Sete em cada dez municípios brasileiros vem recebendo doação de milhares de itens hospitalares para ajudar no combate à pandemia. Entre os materiais estão câmaras frias, refrigeradores, caixas térmicas e notebooks. A iniciativa faz parte do movimento “Unidos pela Vacina”, idealizado pelo grupo Mulheres do Brasil.

São mais de 4 mil municípios beneficiados pela iniciativa que une cerca de 400 empresas brasileiras. Os investimentos juntos já passam da casa dos R$ 50 milhões. O objetivo do projeto é mostrar a importância da ação da sociedade civil no combate à pandemia de Covid-19. O Rio de Janeiro foi uma das cidades escolhidas para integrar o projeto piloto.

“O Grupo Mulheres do Brasil sentiu a necessidade de unir pessoas e entidades para serem protagonistas, somando forças e talentos no movimento Unidos Pela Vacina. Com muita coragem e amor pelo Brasil, unimos um grupo enorme de pessoas que não aceitaram ficar de braços cruzados tentando encontrar culpados e fomos atrás de soluções! Juntos, seguimos contribuindo para minimizar a dor de inúmeras famílias com o apoio ao SUS”, afirmo Luiza Trajano, presidente do Conselho do Magazine Luiza e do Grupo Mulheres do Brasil.

A distribuição dos equipamentos tem auxiliado as campanhas de vacinação em todo o país, principalmente na hora de conservar os insumos e doses. O movimento ainda age para que outras campanhas de vacinação nacional tenham esse auxílio.

“A logística da vacinação contra a Covid-19 nos impôs um desafio ainda maior. A exigência do distanciamento e as medidas sanitárias de prevenção, como o uso de máscara a álcool gel, tornou esse processo mais complexo”, comentou Betania Tanure, cofundadora do Grupo.

Para entender as necessidades dos mais de 5 mil municípios do país, a organização propôs um questionário por meio da plataforma virtual desenvolvida pelo Instituto Locomotiva. Médicos e profissionais da saúde ajudaram a pensar nas perguntas que seriam traduzidas em dificuldades para lidar com a pandemia.

Na capital fluminense foram construídos oito polos de Drive Thru, em diferentes pontos da cidade, tudo pensado para facilitar a vacinação de idosos e pessoas com dificuldade de locomoção. O plano saiu do papel em março desse ano e desde então contribuiu para a implementação do projeto em todos 92 municípios do estado.  

“Nosso papel é atuar de forma coordenada com o movimento, convocando e incentivando o setor empresarial e instituições a se unirem nessa rede do bem, de apoio à vacinação nos municípios”, complementou Guilherme Lencastre, presidente do Conselho de Administração da Enel Brasil.

O projeto também contribuiu para conscientizar a população quanto à importância da vacina. O Cristo Redentor também foi ponto central dessa campanha e recebeu uma iluminação com a frase “Vacinas salvam vidas”.

  • Vacinação
  • Drive Thru
  • Rio de Janeiro