BandNews FM

Governo da Bahia reduz pela metade limite de público em eventos

Órgão também determinou obrigatoriedade do comprovante de vacina em espaços culturais do estado

Rádio BandNews FM 20/01/2022 • 17:57 - Atualizado em 20/01/2022 • 19:08
Continua valendo a regra de lotação máxima de 50% da capacidade do local
Continua valendo a regra de lotação máxima de 50% da capacidade do local
Foto: Divulgação

O limite máximo de público em eventos passa de 3.000 para 1.500 pessoas na Bahia. A redução, que também vale para estádios de futebol, foi anunciada nesta quinta-feira (20) pelo governador Rui Costa, durante entrega de tratores para associações de produtores rurais e prefeituras municipais, no Parque de Exposições, em Salvador.  

A medida deve ser publicada na edição desta sexta-feira (21) do Diário Oficial. Além disso, continua valendo a regra de lotação máxima de 50% da capacidade do local, além da obrigatoriedade do comprovante de vacinação e uso de máscaras.

Segundo o governador, a redução acontece por causa da propagação rápida da variante Ômicron no estado. Rui reforça a importância do esquema vacinal completo para barrar o poder da nova variante.

Moacyr Villas Boas, Presidente da Associação Baiana das Produtoras de Evento, afirma que as decisões do governo têm sido tomadas sem consultar o setor, que é um dos mais prejudicados com as restrições desde o início da pandemia.

Nesta quinta, o governo do estado também decidiu que quem insistir em entrar em espaços públicos culturais do estado sem a comprovação de vacinação contra a Covid-19 poderá ser conduzido à delegacia. A medida, que está valendo desde quarta (19), foi acertada após reunião entre os secretários de Segurança Pública, Ricardo Mandarino, e a da Cultura, Arany Santana.

De acordo com a Secretária de Segurança Pública, equipes da Polícia Militar e da Polícia Civil foram escolhidas para atuar em casos de desrespeito ao decreto estadual que exige a apresentação do comprovante de vacina para entrada nos espaços públicos, inclusive os culturais.

Além de espaços públicos, o comprovante de vacinação contra a Covid-19 é obrigatório em bares, restaurantes, cinemas e em eventos públicos ou privados.