Faustão na Band

Muricy: "Como treinador, eu não motivava ninguém. Cobrava mesmo"

O ex-técnico, que atuou em grandes times brasileiros, opinou sobre a forma de trabalho de alguns de seus colegas de profissão

Da Redação 03/07/2022 • 10:02
Muricy participou do Churrascão do Faustão
Muricy participou do Churrascão do Faustão
Renato Pizzutto / Band

O ex-técnico Muricy Ramalho foi um dos convidados do Churrascão do Faustão desta sexta-feira (1). Durante o programa, ele aproveitou para dar sua opinião sobre o método que alguns clubes vêm adotando no tratamento com os jogadores de futebol. 

“Inventaram essa palavra agora: motivação. Eu não concordo muito com esse tipo de palavra. Por exemplo, quem joga no São Paulo está em um dos maiores clubes do mundo, que tem a maior estrutura do mundo. Tudo o que você precisa tem lá: fisioterapia, os melhores campos, médicos, massagistas, tudo. Além disso, eles recebem muito bem para jogar futebol”, argumentou. 

“Aí vou ter que contratar um cara ou o técnico para motivar o cara? É brincadeira! Pô, o cara tem que entrar no portão do CT e ser o mais motivado do mundo. Vai precisar alguém pra fazer isso? Não, você tem que cobrar o cara. Eu como treinador não motivava ninguém, cobrava mesmo, porque são profissionais”, afirmou. 

“Eu acho que inventaram isso para dizer que o futebol é mais moderno, mas eu não acredito. Tem que motivar o gari que trabalha demais e ganha muito pouco, o povo que não ganha nada. Esses caras sim. Mas jogador de futebol de time grande, eu não concordo em motivar não”, finalizou.