Notícias

Bolsonaro ficará em isolamento de 5 dias após contato com Queiroga

Secretário de Comunicação explicou medidas para período de quarentena de comitiva presidencial

Da Redação, com Jornal da Band 22/09/2021 • 18:08 - Atualizado em 22/09/2021 • 22:49

Após o ministro da Saúde Marcelo Queiroga testar positivo para Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro, assim como toda a comitiva que esteve nos Estados Unidos para a Assembleia da ONU, deverá permanecer em isolamento de cinco dias em meio ao protocolo para cumprimento de quarentena.

“O presidente da República se encontra no Palácio da Alvorada, totalmente assintomático, e seguirá então essas orientações”, disse o secretário especial de Comunicação da Presidência da República, André de Sousa Costa.

Costa especificou que serão cinco dias de isolamento a partir do último contato com o infectado - na última terça (21). Caso os isolados não apresentem sintomas, farão novo teste de RT-PCR neste fim de semana. Com o resultado negativo, eles poderão ser liberados do isolamento, mas seguirão tendo acompanhamento médico até o 14º dia, onde o caso de Covid-19 será descartado se não houver nenhum sintoma da doença.

Vídeo: Queiroga faz quarentena em hotel de NY que vai custar pelo menos R$ 20 mil

A comitiva presidencial que esteve em Nova York conta com aproximadamente 50 pessoas, entre elas, Bolsonaro, cinco ministros e o presidente da Caixa, e já está de volta ao Brasil.

O presidente já cancelou a ida ao Paraná, que estava prevista em sua agenda nesta sexta (24). O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR) disse que o evento marcado para 1º de outubro, também no Paraná, está mantido por enquanto.