Jornal da Band

Buscas pelo serial killer do DF: relembre outros fugitivos famosos no Brasil

Operação para capturar Lázaro Barbosa chegou ao nono dia

Da Redação, com Jornal da Band 17/06/2021 • 20:38 - Atualizado em 18/06/2021 • 00:26

A fuga impressionante de Lázaro Barbosa de quase 300 agentes da polícia de Goiás, Distrito Federal e da Força Nacional lembra outros casos famosos que aconteceram no Brasil. 

A caçada ao serial killer que matou quatro pessoas, fez reféns e baleou um policial chegou ao nono dia nesta quinta-feira (17). A Polícia voltou a trocar tiros com o criminoso e tenta fechar ainda mais o cerco contra o maníaco que cometeu crimes em pelo menos 3 estados.

Mas a busca por Lázaro não foi a única que criou grande mobilização no Brasil.

Em 1995, Leonardo Rodrigues Pareja, aos 21 anos, assaltou um hotel na Bahia e fez uma adolescente refém durante três dias. Ele libertou a garota e passou mais de um mês fugindo. Depois de percorrer três estados, se entregou em Goiás, mas não ficou longe dos holofotes.

No Centro Penitenciário de Goiás, Pareja liderou uma rebelião de uma semana, fez reféns e fugiu de novo. Voltou a ser detido e em 1996, e foi morto por outros presos. 

Outro caso famoso é o de Paulo Cupertino Matias, apontado como assassino do ator Rafael Miguel e dos pais do jovem, em junho de 2019. Cupertino não aceitava o relacionamento do artista com sua filha, Isabela Tibcherani. Após os assassinatos, o criminoso está em fuga há dois anos. 

A polícia já chegou perto de prendê-lo e descobriu que ele passou por oito cidades de três estados e se escondeu até em uma fazenda no Paraguai. Ele está na lista de dos criminosos mais perigosos e procurados do Brasil. 
 

  • lázaro barbosa
  • leonardo pareja
  • paulo cupertino
  • perseguição