Primeiro Jornal

Justiça condena 8 militares pelas mortes de músico e catador no Rio de Janeiro

A Justiça do Rio de Janeiro condenou 8 dos 12 militares envolvidos nas mortes de Evaldo Rosa e Luciano Macedo

Estele San Juan, no 1º Jornal e Artur Queiroz, da BandNews FM 14/10/2021 • 06:29 - Atualizado em 14/10/2021 • 07:19

Em decisão inédita, a Justiça Militar condena os oito militares que fuzilaram o músico Evaldo Rosa e o catador de latinhas Luciano Macedo, no Rio de Janeiro. O pedido foi do Ministério Público Militar.

O caso ocorreu no dia 8 de abril de 2019 e à época, os acusados alegaram que Luciano Macedo seria um assaltante e que o carro onde estava Evaldo Rosa seria roubado. Foram disparados 257 tiros de fuzil, 62 disparos atingiram o veículo.

A esposa de Evaldo, o filho do casal, então com 7 anos de idade, e uma amiga da família não tiveram ferimentos graves. Segundo o MPM, não houve legítima defesa e nenhuma arma foi encontrada com Luciano.

Ainda de acordo com a promotoria, o proprietário do carro roubado não reconheceu o músico e o catador de latinhas.

  • Evaldo Rosa
  • Luciano Macedo
  • militares
  • condenados
  • Rio de Janeiro