Primeiro Jornal

Vale-gás começa a ser pago hoje; veja quem tem direito

Ao todo, cerca de 5,5 milhões de brasileiros receberão o benefício

Felipe Bambace 18/01/2022 • 07:35 - Atualizado em 19/01/2022 • 14:31
Vale-gás começa a ser pago hoje
Vale-gás começa a ser pago hoje
Reprodução

O pagamento de R$ 52 do auxílio-gás começa a ser feito nesta terça-feira (18) para famílias que fazem parte do Auxílio Brasil. Ao todo, cerca de 5,5 milhões de brasileiros receberão o benefício. 

Segundo a Caixa Econômica Federal, o pagamento acontecerá de maneira escalonada pelo número final do NIS, sendo que hoje começam a receber aqueles com NIS encerrado em 1. 

Calendário de pagamento do vale-gás:

  • Final NIS 1: 18 de janeiro 
  • Final NIS 2: 19 de janeiro 
  • Final NIS 3: 20 de janeiro 
  • Final NIS 4: 21 de janeiro 
  • Final NIS 5: 24 de janeiro 
  • Final NIS 6: 25 de janeiro 
  • Final NIS 7: 26 de janeiro 
  • Final NIS 8: 27 de janeiro 
  • Final NIS 9: 28 de janeiro 
  • Final NIS 0: 31 de janeiro

Os beneficiários receberão o valor – correspondente a 50% do preço médio nacional de revenda do botijão de 13 kg – a cada dois meses. 

A primeira parcela do auxílio-gás foi disponibilizada em 27 de dezembro do ano passado, para 108 mil famílias que sofreram com as chuvas nos estados de Minas Gerais e Bahia. 

Quem tem direito?

O benefício é destinado a famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional, ou famílias que tenham entre seus integrantes quem receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Não é necessário cadastramento. O recebimento pode ser feito através dos mesmos cartões e senhas utilizados para o saque do Auxílio Brasil. 

Já a consulta pode ser feita pelos aplicativos do Auxílio Brasil, pelo CAIXA Tem ou por meio do telefone 111.

O valor será concedido, preferencialmente, às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência. A preferência de pagamento também será para a mulher responsável pela família.